Alertas da Defesa Civil serão emitidos pelo WhatsApp em todo o Brasil

Os alertas de desastres emitidos pelas Defesas Civis...

Pedro Guimarães deve deixar presidência da Caixa após denúncias

A secretária especial de Produtividade e Competitividade do Ministério...

Homem é preso por fingir ser médico durante dois meses

Um homem de 20 anos foi preso na...

Presidente filipino manda fechar site de jornalista vencedora do Nobel da Paz

O site de notícias Rappler, cofundado pela jornalista filipina...

Eleições 2022: Haddad lidera em SP, mas vê Tarcísio e Garcia diminuírem a diferença

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Uma nova pesquisa de intenções de votos para o governo de São Paulo mostra que Fernando Haddad (PT) segue na liderança, mas que a vantagem em relação aos demais candidatos está caindo. O novo levantamento foi divulgado pela Paraná Pesquisas nesta segunda-feira, 30, e entrevistou 1.880 pessoas entre os dias 22 e 26 de maio deste ano. Em um cenário de disputa, Haddad aparece com 29% dos votos, sendo seguido por Márcio França (PSB), que tem 18,7%. Logo atrás vem Tarcísio de Freitas (Republicanos), que chegou a 18,2% e está empatado com França. Por fim, Rodrigo Garcia (PSDB) aparece na disputa com 7,5% das intenções. Em relação à última pesquisa, Haddad apresentou uma queda de 1,3% (30,3% no começo de maio), assim como França, que viu seu percentual cair 0,5% (19,2% no começo de maio). Tarcísio, por sua vez, viu um aumento de 2,5% (15,7% no começo de maio), assim como Garcia, que registrou um crescimento de 1% (6,5% no começo de maio).

No cenário sem França na disputa, Haddad vai a 34,5% das intenções, com um leve aumento de 0,3% em relação à última pesquisa. Tarcísio chega a 21,7%, se consolidando como principal adversário de Haddad no segundo turno. Já Rodrigo Garcia registra crescimento de 1,9% e chega a 10,5%. Outro dado que mostra uma queda de Haddad é a taxa de pessoas que não votaria no petista. O percentual cresceu de 48,5% para 49,1% nesta última atualização. Os demais candidatos registraram quedas. Tarcísio viu a taxa ir de 35,9% para 31,1%, enquanto França foi de 45,6% para 42,5%. Garcia, por sua vez, foi de 43,1% para 39,1%. Haddad vê na população entre 16 e 24 anos seu maior eleitorado, com 38,8% das intenções. Tarcísio vai na linha oposta, e tem a maior base nos eleitores com 60 anos ou mais (21,8%). França tem maior apoio na parcela que tem entre 35 e 44 anos (20,2%) e Garcia registra o mesmo apoio no público entre 35 e 44 anos e naqueles com 60 anos ou mais: 8,4%.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Vídeo: mulher faz gesto em apoio a Lula no Mais Você e viraliza na web

Um momento inusitado chamou atenção dos internautas durante o Mais Você desta quarta-feira (29/6). Uma mulher, durante a exibição de uma matéria, fez um...

Pedro Guimarães deve deixar presidência da Caixa após denúncias

A secretária especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia (Sepec), Daniella Marques, braço direito do ministro Paulo Guedes, deve ser a escolhida...

Comissão da Câmara deve votar PEC dos Biocombustíveis na próxima semana

Comissão Especial da Câmara dos Deputados decidiu que deve votar o parecer da PEC dos Biocombustíveis no dia 6 de julho. O objetivo do...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com