‘Rumo ao acesso’, avisa Marco Antônio, autor de dois gols contra o Brasil-RS

Cria das categorias de base do Vitória, o...

Um dia para celebrar a democracia no Brasil

O dia 11 de agosto de 2022 vai...

Sedã avança cruzamento e esmaga Lamborghini na Inglaterra; veja vídeo

Na cidade de Leeds, na Inglaterra, um sedã...

Volante Léo Gomes assiste vitória rubro-negra no meio da torcida

Suspenso na partida contra o Brasil de Pelotas,...

Eclipse deixa a Lua avermelhada e encanta observadores na madrugada desta segunda-feira

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – “Olhem a Lua”, recomendaram internautas nas redes sociais entre a noite deste domingo (15) e a madrugada desta segunda-feira (16), em um alerta para o eclipse total da Lua que deixou muita gente acordada até mais tarde para observar o evento astronômico.

Esse tipo de eclipse acontece de duas a três vezes por ano, mas nem sempre é plenamente visível em todos os cantos do mundo. Dessa vez, a América do Sul pode acompanhar o evento do início ao fim.

A Lua de sangue, como esse fenômeno é popularmente conhecido, pode ser apreciada não só na América do Sul, mas também na América Central e parte da América do Norte, bem como em algumas áreas da Europa e África.

O satélite com tons avermelhados é o resultado do momento em que a Lua cruza a sombra da Terra, iluminada pelo Sol. Quando Sol, Terra e Lua se alinham, exatamente nessa ordem, nosso satélite natural passa por trás da sombra terrestre. É esse o eclipse lunar, que pode ser parcial, se a sombra ocupa somente um pedaço da Lua, ou total, caso a superfície lunar chegue a se esconder inteiramente sob a sombra.

Para Mariano Rivas, chefe de Divulgação Científica do Planetário de Buenos Aires, o eclipse é “um dos fenômenos mais simples e impressionantes da natureza”, já que a Lua, ao entrar na sombra causada pela Terra, faz com que o satélite “assuma uma cor vermelho-alaranjada pálida por uma hora e meia.

Em São Paulo, o Planetário Ibirapuera, no parque de mesmo nome, promoveu uma virada noturna para observação do fenômeno. Na internet, canais como o mantido pelo Observatório Nacional, realizaram transmissões ao vivo e foram acompanhados por milhares de pessoas.

Em Campinas, o Observatório Municipal de Jean Nicolini disponibilizou telescópios para assistir o fenômeno.

O Planetário do Rio, chamado de Planeta.RIO, na Gávea, também permitiu o uso de seus telescópios, gratuitamente, para observação do fenômeno.

O Clube de Astronomia de Brasília se concentrou na praça dos Três Poderes, ao lado do Espaço Lúcio Costa, para observar o eclipse.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Biden condena ataque contra Rushdie e enaltece liberdade de expressão

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, condenou neste sábado, 13, o ataque contra o escritor Salman Rushdie, que luta pela vida em um hospital depois de ter sido...

Festival é cancelado na Espanha após tragédia

A organização do Festival da Medusa, em Cullera, na cidade espanhola de Valência, decidiu cancelar definitivamente o evento, depois da queda de várias estruturas terem feito este sábado um...

Ucrânia e Rússia voltam a se acusar de ataques à usina nuclear de Zaporizhia

Ucrânia e Rússia se acusaram mutuamente, neste sábado, 13, de ataques contra a central nuclear de Zaporizhia, a maior da Europa, que está ocupada pelas tropas de Moscou e...