Pacheco lê pedido de criação da CPI do MEC no Senado

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG),...

Caixa engavetou denúncia de assédio contra Pedro Guimarães

O medo dos funcionários da Caixa de denunciar internamente...

PBH apresenta projeto que estende auxílio para 74 mil famílias pobres

A Prefeitura de Belo Horizonte apresentou ontem projeto de...

Nova Serrana: Hemodiálise depende de testes e alvará sanitário

  Dois anos após a aprovação do projeto arquitetônico,...

Cupertino estava escondido em hotel de SP antes de prisão, diz polícia

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

São Paulo – A Polícia Civil informou que Paulo Cupertino Matias, 50 anos, estava escondido em um hotel na Avenida Interlagos, na zona sul de São Paulo, antes de ser preso nesta segunda-feira (16/5), após três anos foragido. Matias era o número 1 na lista dos mais procurados da Polícia Civil e réu acusado de ter matado o ator Rafael Miguel, 22, e os pais dele em 2019.

O delegado responsável pela investigação, da 98ª DP, no Jardim Miriam, disse que a polícia recebeu uma informação anônima há alguns dias. Agentes ficaram à paisana na região da hospedaria e a confirmação de que Cupertino estava no local veio hoje. 

“Fizemos um serviço de investigação no hotel em que ele estaria escondido. Hoje à tarde, confirmamos a informação e efetuamos a prisão. Efetuamos a abordagem normalmente, ele não reagiu, não disse nada”, afirmou o delegado.

Cupertino deve passar a noite no DHPP e depois ser levado a algum Centro de Detenção Provisória, até que seja julgado pelo crime. A audiência de custódia está prevista para essa terça-feira (16/5).

Ao chegar à delegacia, Cupertino disse: “Sou inocente, não fui eu quem matei”.

rafael miguel Isabela Tibcherani e Rafael Miguel rafael_miguel Rafael Miguel 0 O delegado-geral da Polícia Civil, Osvaldo Nico Gonçalves, afirmou à imprensa que Cupertino é “171, cínico e cara de pau” e que estava sendo sustentado por amigos, o que será alvo de investigação.

“Ele chegou negando o crime. Ele nega o que ele quiser, direito dele. Agora vai ser submetido à investigação. Não podemos tirar conclusões agora, o trabalho vai apurar, mas acho que acabou o dinheiro, aí ele veio para São Paulo”, afirmou. “Vagabundo aqui em São Paulo não se cria, é uma resposta da Polícia de São Paulo. Vocês não sabem que alegria que é para mim dar essa resposta a sociedade”.

Ainda segundo a Polícia Civil, Cupertino tinha envolvimento com um esquema de desmanche ilegal de veículos antes do assassinato, mas não se sabe se ele havia voltado a essa atividade ilícita.

De acordo com denúncia do Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP), Cupertino matou o ator e seus pais porque não aceitava o namoro de sua filha, Isabela Tibcherani, que na época tinha 18 anos, com o garoto. O rapaz teve papel na novela Chiquititas, do SBT. O caso ocorreu em Pedreira, zona sul da capital.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

O post Cupertino estava escondido em hotel de SP antes de prisão, diz polícia apareceu primeiro em Metrópoles.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cinema e streaming: veja as estreias desta semana (7/7 a 13/7)

Após a estreia de Dr. Estranho no Multiverso da Loucura, que foi um sucesso de bilheteria em todo mundo, o Universo Cinematográfico da Marvel...

Homelander ou Rony? Elenco de The Boys assiste goleada do Palmeiras

A série The Boys, do Prime Video, é sucesso de audiência no Brasil e no mundo. Em visita ao país para promover os momentos...

Mulher morta na Rodoviária será enterrada nesta quinta, em Taguatinga

O corpo da mulher morta após ser arremessada da plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto será enterrado, nesta quinta-feira (7/7), no Cemitério São...