Promotores denunciam por tentativa de feminicídio procurador que espancou colega

Segundo os promotores Ronaldo Pereira Muniz e Daniel Porto...

Polícia Civil vai à Alesp contra Isa Penna por ‘quebra de decoro parlamentar’

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) recebeu nesta...

MC Poze distribui iPhones em semáforo no Rio de Janeiro; veja vídeo

MC Poze realizou uma ação inusitada na tarde...

‘Open beck’: Felipe Ret comemora aniversário com maconha liberada

Felipe Ret gerou burburinho nas redes sociais ao compartilhar...

Conquista: Polícia investiga hacker que chantageia mulheres a partir de fotos íntimas

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Um hacker é investigado pela delegacia de Vitória da Conquista, no Sudoeste, por compartilhar fotos de mulheres, incluindo menores, com intenção de extorqui-las. Pelo menos dez pessoas já foram vítimas do abusador. Há relato de crimes contra estudantes de ensino médio e universitário, mulheres em regime de perda de peso, e vítimas em depressão.

 

Ao Bahia Notícias, uma moradora, que preferiu não se identificar, declarou que o acusado geralmente usa páginas do Instagram para atrair as vítimas. A partir de links postados na “bio” dos usuários [perfil], eles conseguem entrar nos perfis e ter acesso a senhas, textos e imagens. Em posso do material, com fotos das vítimas em trajes íntimos, o acusado faz o contato via WhatsApp e começa a chantagem.

 

“Tem uma pessoa que ele cobrou R$ 20 mil”, relata a moradora. A denunciante disse ainda que a polícia informou que já identificou um suspeito, mas não deu detalhes. A justificativa é de não atrapalhar as investigações. Ela informou também que fez contato com o Instagram, mas a rede social tem sido lenta na remoção dos links.

Foto: Leitor BN / WhatsApp

“Quando se trata de ofensa política, eles derrubam rapidinho”, lamenta ao acrescentar que o Google também tem sido pouco efetivo no combate às práticas do abusador. Outro detalhe exposto é que o acusado assim que tem o link descoberto, passa a usar de outros perfis para continuar cometendo os crimes.

Foto: Leitor BN / WhatsApp

Vale lembrar que desde 2018, o Código Penal Brasileiro determina que distribuir, publicar ou divulgar, por qualquer meio de comunicação ou sistema de informática ou telemático, fotografia, vídeo ou outro registro audiovisual que contenha nudez, sem o consentimento da vítima, é crime punível com reclusão de até cinco anos.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

‘Arraiá do Sessentão’ começa nesta sexta em Malhada de Pedras

  O "Arraiá do Sessentão", em Malhada de Pedras, a 39 km de Brumado, começa nesta sexta-feira (24) e segue até sábado (25). O...

Feira de Santana: Com festejos juninos, cidade chega a 80% de ocupação na rede hoteleira

Com a movimentação provocada pelos festejos juninos, a ocupação na rede de hotéis de Feira de Santana deve chegar a cerca de 80%....

Rio de Contas: Barragem Luiz Vieira tem comportas abertas para a descarga de água

Nesta sexta-feira (24) de São João ocorrerá uma descarga de 1,728 milhão de metros cúbicos de água, da Barragem Luiz Vieira, em Rio...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com