Cândido Sales: Estado entrega quadra poliesportiva e autoriza construção de escola

O Governo do Estado da Bahia entregou nesta...

Aporte da CBF à Série D ajuda a ‘manter prática do futebol viva’, diz presidente da FTF

O aporte designado pela Confederação Brasileira de Futebol...

Texto da PEC que amplia benefícios vai ser mantida pelo relator na Câmara

O deputado Danilo Forte (União-CE), relator da PEC...

Ciclone com ventos de mais de 100 km/h deve atingir a região Sul a partir desta terça

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

O Ministério do Desenvolvimento Regional alertou na noite desta segunda, 16, para a passagem de um ciclone pela região Sul do Brasil, que deve atingir os Estados de Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Segundo a coordenadora de Meteorologia do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Marcia Seabra, o ciclone passou para a condição de tempestade subtropical, recebeu o nome de Iakecan e virá em direção ao continente entre a tarde e a noite de terça, 17. Os ventos podem chegar a mais de 100 km/h, quando passaria a ser uma tempestade tropical. “Quando a Marinha nomeia um ciclone, ele tem alguma relevância e pode afetar a vida das pessoas”, explicou o diretor do Inmet, Miguel Ivan, que pediu que não haja pânico, mas que as pessoas tenham precaução.

O diretor do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) do MDR, Armin Braun, orientou a população a buscar informações com as Defesas Civis estaduais ou municipais, para receber alertas e informações confiáveis por SMS – para tal, deve-se mandar uma mensagem para o número 40199 com o CEP da residência. Braun alertou que vendavais com mais de 100km/h podem causar destelhamento, queda de árvores e pequenos postes e interrupção de energia elétrica. Por isso, recomendou que a população evite sair de locais abrigados quando esses ventos estiverem ocorrendo, desligar a energia da tomada e fechar a saída de gás do botijão, além de relembrar os números de telefone da Defesa Civil (199) e Bombeiros (193). Segundo Ivan, existe a possibilidade de que a tempestade chegue a 120km/h e se torne oficialmente um furacão, assim como de que ele permaneça apenas no mar; no entanto, o mais provável é que chegue ao continente. Os membros da Defesa Civil ainda alertaram para os riscos da frente fria que deve chegar ao Sul, Sudeste e Centro-Oeste. O Estado de Santa Catarina já foi atingido por um ciclone de menor intensidade nesse mês de maio, que causou três mortes e deixou 22 cidades em estado de emergência.

 

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Justiça nega pedido de liberdade a procurador que agrediu chefe em São Paulo

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou um pedido de liberdade solicitado pela defesa do procurador Demétrius Oliveira de Macedo, procurador que agrediu...

Mulher recebe cartão de crédito com sobrenome ‘vagabunda’ e pede indenização de R$ 50 mil

Uma mulher, de 29 anos, teve o sobrenome trocado pelo xingamento “vagabunda”  no cartão de crédito e pediu indenização de R$ 50 mil por...

Brasil participa de estudo global que busca tratamento barato para covid em países pobres

O primeiro remédio para tratamento da covid-19 foi aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em março de 2021, cerca de um ano...