São Paulo espera vender Emiliano Rigoni para fechar com Yeferson Soteldo 

O mercado da bola no São Paulo está muito...

Índice Geral de Preços sobe 0,62% em junho, indica pesquisa da FGV

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI)...

Hospital municipal da Bela Vista funciona de maneira irregular em São Paulo

Um hospital público funciona de maneira irregular na capital...

União Brasil vai anunciar apoio à candidatura de Rodrigo Garcia em SP

O União Brasil vai declarar apoio à candidatura de...

Câmara de SP aprova projeto de lei que cria Dia da Harmonização Facial

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Vereadores de São Paulo aprovaram na sessão plenária de quarta-feira, 25, um projeto de lei que inclui o Dia da Harmonização Facial no calendário de eventos do município.

O vereador Isac Félix (PL), autor da proposta, afirma que o objetivo é “reconhecer um novo ofício que esta´ surgindo e pode ajudar muitas pessoas”. O texto ainda precisa passar por segunda votação e, caso aprovado, a data escolhida será o dia 29 de janeiro.

Segundo a Sociedade Brasileira de Toxina Botulínica e Implantes Faciais na Odontologia (SBTI), a Harmonização Orofacial é uma área da odontologia que realiza procedimentos voltados para o equilíbrio estético e funcional da face. Após a reação ao projeto, o vereador publicou em sua rede social uma nota conjunta com a SBTI em defesa do Projeto de Lei.

Félix relatou no texto receber em seu gabinete diversos depoimentos de mulheres que sofreram violência e possuem cicatrizes no rosto e corpo, além de pessoas com marcas de nascença, como lábio leporino, que afetam a autoestima.

“O intuito não é endeusar a Harmonização Facial como medida meramente estética, mas sim, a ajudar a recuperar a autoestima daqueles que passam por experiências de violência e àqueles que nascem com alguma condição genética que os atrapalham”, afirma.

Félix ainda ressaltou que, no mesmo dia, aprovou um projeto de lei para incluir a Semana da Conscientização Menstrual no Calendário de Eventos da Cidade de São Paulo. “Esse, infelizmente, não teve repercussão alguma”, diz.

Atualmente, cirurgiões-dentistas estão autorizados pelo Conselho Federal de Odontologia, e mais recentemente por decisão judicial, a fazer harmonização com aplicação da toxina botulínica (botox) e ácido hialurônico.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Hospital municipal da Bela Vista funciona de maneira irregular em São Paulo

Um hospital público funciona de maneira irregular na capital paulista. A equipe de reportagem da Jovem Pan News foi ao local, na região central...

Justiça suspende show de Wesley Safadão que custaria R$ 700 mil a município

A Justiça do Amazonas suspendeu a contratação pela Prefeitura de Tabatinga do show do cantor Wesley Safadão no município devido ao valor do cachê...

Polícia Civil investiga aproximação de milicianos no Rio de Janeiro

Dois dos principais milicianos que atuam no Rio de Janeiro podem estar tentando unir forças. É isso que a Polícia Civil está investigando após...