Acelen reduz preços do diesel e da gasolina na refinaria em meio a diminuição do ICMS

A Acelen, empresa que administra a Refinaria Mataripe...

Câmara: bancada do PSB quer benefícios permanentes na PEC dos Auxílios

A bancada do PSB na Câmara dos Deputados apresentou,...

De volta ao Mapa da Fome, Brasil tem 60 milhões com insegurança alimentar

Desafio para muitas nações, o acesso à alimentação e...

Joaquim Barbosa: ‘Forças Armadas devem permanecer quietinhas’

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa,...

Brasil tem maior média de casos de Covid desde o fim de março

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O Brasil registrou, nesta segunda-feira (30), a maior média móvel de casos de Covid desde o fim de março, 24.993 infecções por dia, um crescimento de 31% em relação ao dado de duas semanas atrás.

É o maior valor desde 31 de março, quando a média era de 25.910 casos diários.

A nova média de infecções foi alcançada com os 26.496 casos registrados nesta segunda. Além deles, 72 mortes por Covid foram documentadas.

Os novos óbitos registrados levaram a média móvel de mortes para 120 por dia.

Com isso, o país chega a 666.568 vidas perdidas e a 30.974.868 infecções pelo Sars-CoV-2 desde o início da pandemia.

Os dados do país, coletados até 20h, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são recolhidas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

Em relação à vacinação, o Brasil registrou 669.755 doses de vacinas contra Covid-19 nesta segunda. De acordo com dados das secretarias estaduais de Saúde, foram 50.068 primeiras doses e 138.908 segundas doses. Também foram registradas 810 doses únicas e 479.969 doses de reforço.

Alguns estados tiveram registros negativos. A Bahia teve registro de -3.131 primeiras doses. O Rio Grande do Sul teve registro de -404 doses únicas. Por fim, o Maranhão registrou -75.988 doses de reforço.

Ao todo, 178.436.283 pessoas receberam pelo menos a primeira dose de uma vacina contra a Covid no Brasil -161.217.105 delas já receberam a segunda dose do imunizante. Somadas as doses únicas da vacina da Janssen contra a Covid, já são 166.024.071 pessoas com as duas doses ou com uma dose da vacina da Janssen.

Assim, o país já tem 83,06% da população com a 1ª dose e 77,28% dos brasileiros com as duas doses ou com uma dose da vacina da Janssen.

Até o momento, 92.451.203 pessoas já tomaram dose de reforço, o que representa 43,03% da população brasileira. Outros 3.275.547 tomaram a quarta dose da vacina.

O consórcio reúne também o registro das doses de vacinas aplicadas em crianças. A população de 5 a 11 anos parcialmente imunizada (com somente a primeira dose de vacina recebida) é de 60,56%, totalizando 12.415.240. Na mesma faixa etária, 32,38% (6.637.000) recebeu a segunda dose ou a dose única.

Os dados da vacinação contra a Covid-19 foram afetados pelo ataque hacker ao sistema do Ministério da Saúde, ocorrido em dezembro, o que levou à falta de atualização em diversos estados por longos períodos de tempo.

O consórcio de veículos de imprensa recentemente atualizou os números de população brasileira usados para calcular o percentual de pessoas vacinadas no país. Agora, os dados usados são a projeção do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) para 2022. Todos os números passam a ser calculados de acordo com esses valores, inclusive os do ano passado. Por isso, os percentuais de pessoas vacinadas podem apresentar alguma divergência em relação aos números publicados anteriormente.

Mesmo quem recebeu as duas doses ou uma dose da vacina da Janssen deve manter cuidados básicos, como uso de máscara e distanciamento social, afirmam especialistas.

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (PL), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Hospital municipal da Bela Vista funciona de maneira irregular em São Paulo

Um hospital público funciona de maneira irregular na capital paulista. A equipe de reportagem da Jovem Pan News foi ao local, na região central...

Justiça suspende show de Wesley Safadão que custaria R$ 700 mil a município

A Justiça do Amazonas suspendeu a contratação pela Prefeitura de Tabatinga do show do cantor Wesley Safadão no município devido ao valor do cachê...

Polícia Civil investiga aproximação de milicianos no Rio de Janeiro

Dois dos principais milicianos que atuam no Rio de Janeiro podem estar tentando unir forças. É isso que a Polícia Civil está investigando após...