TJ-BA derruba liminar e determina retomada de licitação de ampliação da Ceasa

O presidente do Tribunal de Justiça da Bahia...

Brunna desabafa após ida de Ludmilla para a Europa e cobrança de fãs

Esposa de Ludmilla, Brunna Gonçalves se pronunciou sobre a...

Oposição faz as contas da PEC Eleitoral e ainda crê vencer no 1º turno

A oposição já jogou a toalha e dá como...

Danilo Gentili declara apoio a Léo Lins após demissão do SBT

Léo Lins foi demitido do SBT após viralizar um...

Bombardeios russos em Kharkiv deixam nove mortos, entre eles um bebê

Publicado em:

Compartilhe esse artigo
433d39fab1bcd54b9a25f4ed2b4bfb5fdfc3a605w

Pelo menos nove pessoas morreram, entre elas um bebê de cinco meses, e outras 19 ficaram feridas nos bombardeios lançados pelo exército russo contra a cidade de Kharkiv, no leste da Ucrânia, segundo fontes da autoridade militar regional, citadas pelo portal “Ukrinform”. “Até agora, 19 pessoas ficaram feridas, incluindo um menino de nove anos. E, infelizmente, nove morreram, incluindo um bebê de cinco meses. Era uma família que caminhava do lado de fora. O pai e o bebê morreram, a mãe está no hospital, em estado crítico”, detalhou o chefe da Administração Militar Regional de Kharkiv, Oleh Syniehubov. De acordo com Syniehubov, os ataques foram lançados do norte da região e apenas contra áreas residenciais. “O inimigo está aterrorizando a população civil, o que não foi observado nas últimas semanas devido ao sucesso do Exército ucraniano”, acrescentou. Nesse sentido, a autoridade militar alertou que “ainda é perigoso andar pelas ruas de Kharkiv”.

Syniehubov disse ainda que bombardeios russos foram registrados hoje nos distritos de Derhachiv, Zolochiv e Chuhuiv, e que os tiroteios intensos continuam no norte da região. Por sua parte, o Estado Maior ucraniano informou nesta quinta-feira, 26, o registro de, ao menos, 63 ataques com mísseis e 41 bombardeios aéreos no período de 19 a 26 de maio. A maior parte das ações foi direcionada contra infraestruturas ferroviárias e outros alvos no leste da Ucrânia. Os ataques acontecem em cidades e também em pequenas localidades, o que, segundo o alto comando de Kiev, indica uma nova fase da guerra, que começou em 24 de fevereiro deste ano.

*Com informações da EFE

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Boris Johnson renuncia no Reino Unido após escalada de crises

DAIGO OLIVA (FOLHAPRESS) - Boris Johnson, o primeiro-ministro do Reino Unido que ascendeu ao poder por meio de uma imagem de bufão, com os cabelos...

Boris Johnson é pressionado a deixar liderança do Partido Conservador do Reino Unido

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, é pressionado a renunciar a sua posição de líder do Partido Conservador do Reino Unido, o que representaria também...

Violência armada nos EUA mata uma pessoa a cada 26 minutos

(FOLHAPRESS) - Um homem sacou uma arma nesta quarta-feira (6) após uma briga em Raleigh, no estado americano da Carolina do Norte, e os...