Após par romântico em novela, Glória Pires posa ao lado de galã

Um reencontro pegou o público de surpresa, nessa terça-feira...

A lista de aparelhos compatíveis com o 5G

A partir da zero hora, desta quarta-feira, entrou em...

Carro invade ponto de ônibus, atropela quatro e mata um

 Um carro bateu contra um ponto de ônibus em...

Pesquisa Genial/Quaest: Lula tem 45% contra 31% de Bolsonaro

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem...

Aumento dos combustíveis impulsiona venda de motos e setor avança 24% no 1º quadrimestre

Publicado em:

Compartilhe esse artigo
agencia brasil arquivo

Seguidos aumentos nos preços dos combustíveis impulsionam a venda de motos no Brasil. O setor avança 24% no quadrimestre, com 382 mil unidades, em relação a 2021 e não consegue atender a demanda e há fila de espera nas concessionárias. O presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), Marcos Fermanian, ressalta que a pandemia acelerou as entregas e o transporte individual, em uma tentativa de proteção à Covid-19. “Apesar do avanço expressivo da produção, a fila de espera para motocicletas de baixa cilindrada e scooters persiste. O tempo de espera é de cerca de 30 dias. No caso das motocicletas premium e uso misto, o estoque das concessionárias já foi normalizado”, acrescenta. A indústria fechou o primeiro quadrimestre com 440 mil motocicletas produzidas. A Abraciclo contabiliza um crescimento de 22% e diferente do setor automotivo, Marcos Fermanian explica que a produção não sofre com desabastecimento de peças e impactos da operação padrão da Receita Federal. “Nosso processo produtivo é bastante verticalizado e a maioria das peças é nacionalizada, o que reduz a dependência de fornecedores externos. Dessa forma, nosso setor é menos suscetível à falta de insumos. Até o momento, não registramos prejuízos significativos ao planejamento das produções”, completa. As linhas de montagem do polo industrial de Manaus fabricaram 112 motos em abril e houve retração de 17,5% na comparação com março e 7,8% em relação a abril de 2021.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Pandemia faz aumentar profissionais em tecnologia e diminuir em mídia

O número de profissionais que atuam no setor da indústria criativa no Brasil cresceu 11,7% de 2017 para 2020, com distribuição desigual entre as...

Euro atinge menor cotação em relação ao dólar em quase 20 anos

O euro atingiu a menor cotação em quase duas décadas em relação ao dólar, uma vez que as preocupações com o impacto da alta...

Pequenos negócios geram renda de R$ 420 bilhões por ano

Os pequenos negócios geram renda em torno de R$ 420 bilhões por ano, o equivalente a cerca de um terço do Produto Interno Bruto...