Texto da PEC que amplia benefícios vai ser mantida pelo relator na Câmara

O deputado Danilo Forte (União-CE), relator da PEC...

Lucas Selfie faz piada após treta entre Dynho e Christian Figueiredo

Lucas Selfie foi o co-host da entrevista de Christian...

Godoy sobre caso MEC: “Só Milton Ribeiro pode dizer o que aconteceu”

Em audiência pública na Câmara dos Deputados, o ministro...

‘Bostil’: dualidade do termo provoca críticas ao governo Bolsonaro

O termo “bostil” tem se popularizado com a insatisfação...

Aos 17 anos, jogador inglês se declara gay: ‘Quero ser um modelo ao fazer isso’

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Três meses após a assinatura do seu primeiro contrato como jogador profissional, o atacante inglês Jake Daniels foi o assunto de manchetes esportivas ao redor do mundo. O atleta do Blackpool, da segunda divisão inglesa, se declarou gay e afirmou que quer ser um exemplo para outros atletas gays que ainda não se sentem confiantes em assumir sua orientação sexual.

A declaração foi dada durante uma entrevista para a emissora britânica emissora Sky Sports. Na conversa, Daniels afirmou que odiou ter que mentir durante toda a sua vida e antes sentia a necessidade de ter que mudar para se encaixar nos padrões da sociedade.

“Existem pessoas por aí no mesmo espaço que eu que podem não se sentir à vontade para revelar sua sexualidade. Eu só quero dizer a elas que você não precisa mudar quem você é, ou como você deveria ser, apenas para se encaixar”, completou o jogador.

A primeira vez que falou sobre o assunto foi quando se abriu para sua mãe e sua irmã, logo depois de uma partida pelo Blackpool, quando ele havia marcado quatro gols no jogo.

Para se ter uma ideia do feito de Jake, ele foi o primeiro jogador a se assumir homossexual desde a década de 1990, quando Justin Fashanu revelou que era gay em uma entrevista ao jornal The Sun.

Fashanu atuou por clubes como Manchester City, West Ham, Southampton e Norwitch City, onde teve sua melhor passagem. Ao se assumir gay o jogador passou a sofrer com uma série de abusos e preconceitos no ambiente do futebol. Três anos após sua revelação, Justin Fashanu foi encontrado morto em sua casa, em Londres, junto a um bilhete.

Sobre o apoio dos colegas de clubes, Jake afirmou que o capitão do Blackpool, Chris Maxwell, foi importante neste processo. “Chris Maxwell foi uma das principais pessoas para quem contei e também me fez muitas perguntas. No final, ele apenas disse: “Estou tão orgulhoso de você”. Significou muito. Eu gosto quando as pessoas fazem perguntas. Eu só quero colocar tudo para fora e que as pessoas ouçam a minha história”, afirmou o atacante.

Falando do seu desempenho em campo, Jake Daniels surge como uma promessa do clube da cidade litorânea de mesmo nome, que tem 150 mil habitantes. Nas divisões de base o atacante chegou a marcar mais de 30 gols em uma temporada. Profissionalmente, ele fez sua estreia na última semana, quando entrou no segundo tempo na derrota do Blackpool por 5 a 0, contra o Peterborough. O time de Daniels terminou a temporada em 16º lugar.

 

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Aporte da CBF à Série D ajuda a ‘manter prática do futebol viva’, diz presidente da FTF

O aporte designado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) aos clubes da Série D (veja aqui) serve para "manter a prática do futebol...

Corinthians, Atlético-PR, Galo e Inter decidem futuro na Libertadores e Sul-Americana

Nesta terça-feira, 5, serão decididos os quatro primeiros classificados para as quartas das competições intercontinentais sul-americanas. Corinthians, Atlético-MG e Athlético Paranaense decidem as vagas...

Da quadra para o campo: Novo contratado do Vitória, Honório começou no futsal

Os primeiros aprendizados dele com a bola não foram no gramado, mas sim na quadra. Novo contratado do Vitória, Gabriel Honório começou no...