Mercado eleva para 2% estimativa do PIB este ano, a sétima alta consecutiva

Retomando as avaliações positivas para a economia brasileira, o...

Marcola e PCC: visitas ao chefe da facção revelam plano de fuga e conselhos ao filho

O líder da facção criminosa Primeiro Comando da Capital...

Aras publica vídeo antigo em que minimiza judicialização das eleições: ‘Quem ganhar vai tomar posse’

O procurador-geral da República, Augusto Aras, afirmou em vídeo...

Trio é morto em tiroteio durante festa paredão no Recôncavo baiano

Três homens foram mortos a tiros durante uma...

Mulher é presa suspeita de oferecer filha de 14 anos para prostituição

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Uma mulher de 35 anos foi presa nesta terça-feira (1º) suspeita de oferecer a filha adolescente, de 14 anos, para prostituição em Paraibuna, no interior de SP. De acordo com a Polícia Civil, ela foi presa depois de uma denúncia em que ela aparecia em uma troca de mensagens com homens oferecendo programas com ela e a filha.

Segundo a polícia, a mulher teria abordado uma série de homens oferecendo relação sexual em troca de dinheiro. Nas mensagens, ela oferece aos “clientes” que tenham, primeiro, relações com a filha e, depois, com ela, sendo que o programa com a menina custaria R$ 100.

prostituicao 2 valida
Mensagem trocada pela mãe com homem, oferecendo serviços sexuais dela e da filha

Em algumas das mensagens, a mãe chega a dizer que está ensinando a menina para oferecer os serviços prometidos. Segundo a polícia, a mulher tem histórico de uso de drogas.

A polícia pediu à Justiça a prisão dela nesta segunda-feira (31), e o mandado fui cumprido nesta terça. As duas filhas adolescentes da suspeita foram encaminhadas ao conselho tutelar e estão em abrigos provisórios.

prostituicao
Programa sexual com a filha foi oferecido por R$ 100,00 e com a mãe por R$ 150,00, inclusive, com as duas ao mesmo tempo

Mãe negou crime à polícia

De acordo com a polícia, na delegacia a mãe negou o crime e disse que não teria feito as ofertas. Ela alegou que teve o aplicativo de mensagens invadido por um terceiro.

A polícia informou que investiga a versão da mãe de invasão do aplicativo de mensagens e apura se a adolescente chegou a ser vítima de abuso.. A investigação também busca a identidade dos homens envolvidos nas conversas.

Por G1

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Marcola e PCC: visitas ao chefe da facção revelam plano de fuga e conselhos ao filho

O líder da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), Marco Willians Herbas Camacho, popularmente conhecido como Marcola, passou a ser alvo de investigações da Polícia Federal após o...

STF retoma análise sobre mudanças na Lei de Improbidade na quarta-feira e julgamento mobiliza MP

Em meio à campanha política, o Supremo Tribunal Federal (STF) deve retomar nesta quarta-feira, 17, o julgamento sobre a constitucionalidade de algumas alterações promovidas pela Nova Lei de Improbidade...

Policial militar é morto com tiro na cabeça no Rio de Janeiro

No domingo de Dia dos Pais, 14, mais um policial militar do Rio de Janeiro foi morto baleado em serviço. O sargento Nelcir de Paula Jacobino, de 53 anos,...