MDB destinará apenas 9% de seu fundo eleitoral a Simone Tebet

A direção do MDB decidiu destinar apenas 9% do...

R$ 3 milhões! Mega-Sena sorteia hoje (17/8) concurso 2511

A Caixa sorteia nesta quarta-feira (17/8) a Mega-Sena 2511,...

Bolsonaro: ‘Paulo Guedes merece o prêmio Nobel de economia’

Jair Bolsonaro (PL), em sua visita a Juiz de...

Secretário de Assistência Social fala sobre passagem de venezuelanos em Teixeira de Freitas

Um vídeo que circula pelas redes sociais mostra o...

Estudantes da rede estadual terão uma refeição a mais com o início do ensino híbrido

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo
Os estudantes da rede estadual terão um reforço na alimentação escolar com o início do ensino híbrido, nesta segunda-feira (26). Para os estudantes do turno matutino serão servidos um café da manhã na chegada à escola e um almoço, antes de ir para casa. Para o vespertino serão servidos o almoço e a ceia antes da saída e no noturno também será servida uma ceia.
O cardápio foi elaborado pelas nutricionistas da Secretaria da Educação do Estado e incluem frutas, verduras e carnes. O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar, Manoel Vicente Calazans, falou que já estão assegurados recursos da ordem de R$ 174,6 milhões do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).
Ele destacou a importância deste reforço na alimentação. “Estes recursos do PNAE são destinados, exclusivamente, para a alimentação escolar e não poderão ser usados durante a pandemia. Então, decidimos incrementar a alimentação escolar com a oferta de mais uma refeição para os estudantes, pois sabemos que muitos necessitam deste apoio da escola”, afirmou.
Capacitação: Ao longo de 2020 e no primeiro semestre deste ano, a Secretaria da Educação do Estado promoveu capacitações on-line para as merendeiras da rede, com foco na manipulação e distribuição da alimentação escolar, de acordo com os protocolos sanitárias.
A coordenadora de Alimentação Escolar da Secretaria da Educação do Estado, Célia Mendes, falou sobre este trabalho. “Tudo foi feito atendendo as determinações legais do PNAE e as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), visando a segurança das trabalhadoras e dos estudantes”.
A merendeira Elza dos Santos, do Colégio Estadual Dantas Junior, em Salvador, foi uma das que fizeram a capacitação e falou sobre as expectativas de colocar em prática o que aprendeu. “Eu achei muito importante todo o treinamento, pois nos atualizamos com novos conhecimentos para preparar uma alimentação mais saudável, segura e ainda mais gostosa para os alunos”.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Nova Soure: PF deflagra operação contra fraudes em dispensas de licitações

A prefeitura de Nova Soure, no Nordeste baiano, é alvo de uma operação deflagrada na manhã desta terça-feira (16) pela Polícia Federal (PF). Denominada de Operação Ajuste, a...

Feira de Santana: Polícia apreende mais de 420 kg drogas; material vinha de São Paulo

A Polícia Civil apreendeu drogas avaliadas em R$ 1,5 milhão em Feira de Santana. A ação ocorreu nesta terça-feira (16) e resultou na prisão de um homem e...

Itabuna: Motorista é preso ao circular por BR-101 com carro roubado

Um homem foi preso ao ser flagrado com carro roubado em Itabuna, no Sul. O fato ocorreu nesta segunda-feira (15) quando o acusado passava em um trecho da...