A 46 dias do 1º turno, PF já abriu 23 mil inquéritos por crimes eleitorais

Faltando menos de dois meses para o primeiro...

Facebook agora diz que proibirá anúncio que questione legitimidade da eleição

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Meta, dona do...

Alec Baldwin diz que não apertou gatilho de arma que matou diretora no set de ‘Rust’

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Dois dias depois...

Covid-19: Vacinação em Salvador segue nesta quarta-feira

A vacinação contra a Covid-19 segue nesta quarta-feira...

Análise técnica do INEMA comprova ausência de óleo em praias da Costa das Baleias

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Nenhuma praia na Costa das Baleias foi considerada imprópria para o uso de banhista e de pescadores. Essa Zona Turística compreende os municípios, na faixa litorânea no extremo sul do Estado, que vai de Prado, se estende por Alcobaça, Caravelas e Nova Viçosa e termina em Mucuri.

A análise de água recolhida nas praias pelo Governo da Bahia, através do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), confirma a ausência de hidrocarboneto, policíclico e aromático e  (HPA) e Benzeno, Tolueno, Etilbenzeno e xileno (BTEX), substâncias derivadas do petróleo e que são fatores contaminantes e prejudiciais à saúde humana.

Desde o começo de outubro o órgão tem feito a coleta e análise das praias atingidas pelas manchas de óleo, ainda de origem e quantidade desconhecida. As amostras da água foram encaminhadas para o Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Bahia (CEPED), laboratório responsável pelos resultados.

O Boletim de Balneabilidade divulgado semanalmente pelo Instituto analisa a qualidade das águas destinadas à recreação de contato primário, ou seja, direto e prolongado, onde a possibilidade de ingestão é elevada.

Os critérios adotados pelo Inema estão definidos na Resolução CONAMA nº 274, de 29 de novembro de 2000. Adotou-se a Escherichia coli como indicador microbiológico, para avaliação da restrição. A E. coli é uma bactéria abundante em fezes humanas e de animais, tendo somente, sido encontrada em esgotos, efluentes, águas naturais e solos que tenham recebido contaminação fecal recente.

A amostragem é feita, preferencialmente, no dia de maior afluência do público às praias. A balneabilidade é considerada Imprópria quando a densidade de E. coli for superior a 800 UFC/100 ml, em duas ou mais amostras, de um conjunto de cinco semanas, coletadas no  mesmo local ou  o valor obtido na última amostragem for superior a 2000UFC/100ml.

Mesmo apresentando baixas densidades de bactérias fecais, uma praia pode ser classificada na categoria Imprópria quando ocorrerem circunstâncias que desaconselhem a recreação de contato primário, tais como: derramamento de óleo; extravasamento de esgoto; ocorrência de maré vermelha; floração de algas potencialmente tóxicas ou outros organismos e surtos de doenças de veiculação hídrica (Baseado no Art. 3º, §º1, CONAMA 274/2000).

.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Alcobaça divulga programação detalhada da Festa de Agosto

A Festa de Agosto de Alcobaça começa na sexta-feira (19), com Tierry, Jarley, Oz Xerifes. No sábado (20) tem as apresentações de Zezo, Papazoni e Sinho Ferrary. Já no domingo (21)...

Projeto de saúde ultrapassa a marca de mais de cinco mil procedimentos realizados em todos os distritos de Caravelas

Diversas ações, campanhas e mais campanhas, feira de saúde, mutirões e vários projetos. Um grande trabalho, com foco em maior qualidade de vida da população. Nosso Povo, Nossa Riqueza é...

Polícia está investigando demolição da casa de Frans Krajcberg em Nova Viçosa

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar a demolição da casa do artista plástico polonês Frans Krajcberg, na quarta-feira, 10 de agosto, na cidade de Nova Viçosa, no...