Vendas de veículos novos crescem 0,22% no país

As vendas de veículos automotores novos tiveram alta de...

Cancelamentos e atrasos de voos afetam aeroportos internacionais

Vários aeroportos internacionais, entre eles os de Madri, Londres,...

SAJ: Casos ativos de Covid explodem após festejos juninos e aumentam mais de 1,6 mil%

Os números de Covid-19 em Santo Antônio de...

Com número insuficiente de clubes, Copa Estado não será realizada em 2022

A Copa Estado não será realizada na temporada...

Imagens de câmeras irão ajudar em caso de corpo achado em hospital

Publicado em:

Compartilhe esse artigo
Câmera de segurança no Hospital das Clinicas, Salvador (Foto: Egi Santana/ G1)As imagens das câmeras de segurança do Hospital das Clínicas, em Salvador, unidade onde uma mulher foi encontrada morta no terceiro subsolo na tarde de sexta-feira (30), estão sendo cedidas para a polícia, a fim de auxiliar nas investigações. A informação foi divulgada na manhã desta quarta-feira (5), durante pronunciamento do diretor geral do hospital, Hugo Ribeiro Júnior. “Para nós é uma situação desagradável, abala nosso papel, nossa imagem”, afirmou Hugo Ribeiro.

A direção do hospital informou ainda que o acesso ao local onde a vítima foi encontrada é monitorado por câmeras e restrito aos funcionários que atuam na manutenção da unidade de saúde. Entretanto, Hugo Ribeiro explicou que na parte interna da área não há monitoramento por uma questão de privacidade dos trabalhadores em suas atividades.

Sobre a denúncia feita por familiares em relação à demora para comunicar o desaparecimento da paciente, a direção da unidade de saúde informou que as normas do hospital determinam que primeiro seja feita uma busca interna para que depois a família seja informada. O irmão da vítima, Paulo Roberto, alegou que foi comunicado do desaparecimento da irmã 10 horas após ela ter sumido. O hospital afirma que a família foi comunicada por volta das 6h do dia seguinte ao desaparecimento.

O hospital abriu uma sindicância na segunda-feira (3) para apurar as circunstâncias da morte. Ainda de acordo com a direção do hospital, a enfermaria onde a vítima estava abriga em média 20 pacientes, separados por biombos. 

Hugo Ribeiro, diretor geral do Hospital das Clínicas (Foto: Imagem/ TV Bahia)
(Foto: Imagem/ TV Bahia)

A mulher de 48 anos foi internada no hospital com anemia falciforme. As circunstâncias da morte estão sendo investigadas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que instaurou um inquérito policial. De acordo com a polícia, o diretor do hospital e todos os funcionários que trabalhavam no turno da noite foram chamados para prestar depoimento. Além disso, foram solicitados os exames periciais da vítima e do local.

A previsão é de que o laudo técnico do Instituto Médico Legal (IML) sobre a morte da mulher fique pronto entre 15 e 20 dias, segundo informações da unidade de saúde. “Nós ainda não temos nenhuma informação relacionada às investigações. A polícia não dá laudos parciais, por isso não podemos afirmar nada neste momento”, disse o diretor do hospital.

O corpo da vítima foi enterrado na manhã de domingo (2), no Cemitério Parque Bosque da Paz, localizado na Avenida Aliomar Baleeiro.

A vítima morava com a família no bairro do Cabula, na capital baiana, e não tinha filhos. Paulo Roberto conta que falou com ela pela última vez ainda na quarta-feira. “Eu fui levar um netbook pra ela. Ela estava normal, sem esboçar uma reação diferente. Não tenho a mínima ideia do que aconteceu”, disse o irmão.

enterro (Foto: Imagem/TV Bahia)Enterro foi realizado no Cemitério Bosque da Paz, na capital baiana (Foto: Imagem/TV Bahia)

.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cuidado: Quase 400 pessoas têm vírus da AIDS em Itamaraju

Segundo estimativa do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), da Secretaria Municipal de Saúde de Itamaraju, passa de 400 o número de portadores do...

Bahia: Oito mortos com dengue. Cresce número de casos

Subiu para 20.834 o número de casos de dengue na Bahia, apenas nos primeiros meses de 2013.Os municípios mais atingidos foram Jequié, Teixeira de...

Número de casos de dengue na Bahia sobe mais de 30% em 2012

O número de casos de dengue subiu 31,6% na Bahia entre os meses de janeiro e outubro de 2012, em relação ao mesmo período...