::Primeirojornal::



Baleia encontrada morta só deve ser removida nesta sexta-feira

analise de estrategia para remocao do animal 2A maré alta impediu que órgãos ambientais iniciassem os trabalhos de remoção da baleia que apareceu morta na tarde desta quarta-feira, dia 24, na Praia do Centro, em Prado, no sul do estado. A grande movimentação no local ficou por conta de dezenas de curiosos para observar a carcaça do animal. Durante todo o dia várias pessoas foram olhar e fotografar a baleia já em avançado estado de decomposição, sendo consumida por urubus.

Segundo Adriana Colosio (veterinária do Programa de Resgate do IBJ) a baleia - da espécie jubarte, medindo cerca de sete metros, ainda jovem - foi morta há, pelo menos, três semanas, em alto mar. Ainda de acordo com a veterinária, foram encontradas marcas que podem ser do ataque de tubarão. Pescadores afirmam ter visto o mesmo animal morto, cerca de uma semana atrás, próximo à Porto Seguro.

Foram colhidas amostras da pele e da gordura para estudos de contaminante e genética. Nas condições em que foi encontrada a baleia, será difícil identificar as causas da morte do animal.

Integrantes do Instituto Baleia Jubarte (IBJ) e da Secretaria de Meio Ambiente e Secretaria de Obras estiveram no local para planejar a retirada da carcaça, mas o mar agitado e a maré alta inviabilizaram o plano. O trabalho de remoção dos restos do animal deve acontecer na manhã desta sexta-feira, dia 26, e depois enterrada.

 

Contato

(73) 9939-6580 - OI

(73) 9989-6889 - VIVO

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Mantido e desenvolvimento por GTEC Soluções e Serviços