Tragédia em Capitólio, no estado de Minas Gerais

O desmoronamento do paredão do cânion atingiu quatro lanchas. Sete pessoas morreram no local e outras três seguem desaparecidas.

O acidente aconteceu neste sábado (08), em Capitólio, cidade turística de Minas Gerais, distante cerca de 284 km de Belo Horizonte.

27 pessoas foram atendidas e liberadas. Outras quatro seguem hospitalizadas: duas na Santa Casa de Piumhi (com fraturas expostas) e duas na Santa Casa de Passos, ambas com quadro de saúde estável.

Quatro embarcações foram atingidas — direta e indiretamente — após o desabamento da pedra. Lancha EDL (14 pessoas socorridas com vida), Lancha Jesus (dez pessoas estavam na embarcação antes do acidente, sete mortos foram localizados e identificados, mas nomes não foram divulgados). Os três desaparecidos estavam nesta lancha; Lancha vermelha (sem nome, onde estavam dez pessoas socorridas com vida) e a Nova Mãe (oito pessoas socorridas com vida).

Toda a cena foi registrada por outros turistas que estavam em outra embarcação.

A Defesa Civil de Minas Gerais emitiu alerta de chuvas intensas para o município de Capitólio, no Sudoeste de Minas, com possibilidade de ocorrências horas antes do acidente. No comunicado, o órgão orienta ainda que as pessoas evitem as cachoeiras no período de chuvas nos municípios de Capitólio, São João Batista do Glória e São José da Barra.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

SEJA UM PARCEIROWhatsApp do PrimeiroJornal (73) 99989-6889
Você repórter, seu espaço para participar com vídeos, fotos ou depoimentos