Ex-namorada de Rafael Miguel após prisão do pai: “Preciso de espaço”

Isabela Tibcherani usou as redes sociais para falar sobre...

Quina: Caixa sorteia R$ 5,5 milhões nesta segunda-feira (16/5)

A Caixa sorteia nesta segunda-feira (16/5) o concurso 5854...

Bolsonaro diz que ‘parlamentar gordinho’ cobrou apoio por cargos no governo

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, nesta segunda-feira (16/5),...

Cássia espera 100 mil fiéis para inauguração do Santuário de Santa Rita

A cidade de Cássia, no Sudoeste de Minas, se...

Governo da Bahia afasta servidores públicos que não se vacinaram

Publicado em:

COMPARTILHE ESSE ARTIGO:

Por não comprovarem a vacina contra a Covid-19, o governo baiano afastou, de forma cautelar, 283 servidores estaduais de 13 órgãos e secretarias. Estes servidores descumpriram os decretos governamentais 20.885/2021 e 20.906/2021 e das instruções normativas 024/2021 e 28/2021, da Secretaria da Administração (Saeb). As portarias foram publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) de 18 a 20 de janeiro.

A legislação trata da comprovação da vacinação contra a Covid-19 e se aplica a servidores civis e militares que estão em atividade, além de integrantes dos órgãos e entidades da administração pública do Poder Executivo estadual e de participantes do Partiu Estágio e do Programa Primeiro Emprego.

O afastamento temporário é resultado de medida cautelar, com prazo de 90 dias, prorrogável por igual período, em que o grupo estará afastado do exercício de suas atribuições, com contagem de falta ao serviço. As portarias afastaram servidores da Secretaria da Educação (38), Uneb (34), Uesb (22), Fundac (08), Irdeb (03), Secretaria de Administração Penitenciária (08), Polícia Civil (08), Polícia Militar (141), Departamento de Polícia Técnica (01), Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (01), Secretaria da Saúde (15), Secretaria de Desenvolvimento Econômico (01) e Secretaria da Fazenda (03).

As unidades administrativas do Estado manterão uma rotina regular para a publicação de novas suspensões cautelares, na medida em que for encerrado o prazo para que os servidores notificados apresentem comprovantes da vacina ou justificativa médica para não receber a imunização.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Paulo Afonso: Homem morre após golpe de companheira; mulher alega legítima defesa

Um homem foi morto com um golpe de faca em Paulo Afonso, na divisa com Sergipe e Alagoas. Conforme a Polícia Civil local, Clécio...

Vitória se acerta com Nildo Petrolina, mas negócio depende de liberação da Juazeirense

O Vitória já tem um acordo com meia Nildo Petrolina, da Juazeirense, segundo apurou o Bahia Notícias. As duas partes se acertaram, mas ainda tem...

Feira de Santana: Polícia prende dupla acusada de matar dono de casa de carne

Dois acusados de matar um comerciante em Feira de Santana foram presos pela Delegacia de Homicídios (DH) da cidade. Outro suspeito ainda é procurado....