Figueiredo comemora 1º gol no profissional: ‘Sonho de todo moleque’

A bola chutada por Figueiredo que deu o...

Samantha Schmütz questiona valor de Juliette: “Ela é artista?”

Samantha Schmütz questionou o valor artístico da ex-BBB Juliette...

Bolsonaro: “Antes tentavam nos roubar com armas, agora é com canetas”

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, na tarde desta...

Nasce o primeiro bebê no Hospital Materno Infantil de Ilhéus

Publicado em:

COMPARTILHE ESSE ARTIGO:

Menino, 49 centímetros, dois quilos e 705 gramas. Parto normal. João Lucas, nome que vai ganhar no registro civil, é a primeira criança a nascer no novo Hospital Materno-Infantil Dr. Joaquim Sampaio, em Ilhéus, inaugurado na última segunda-feira pelo governador Rui Costa. João Lucas nasceu às 20h13min desta quarta (08). A mãe deu entrada na Emergência de Obstetrícia no final da tarde e foi acolhida pela equipe.

A criança é o primeiro filho de Ester Santos da Silva, 18 anos, e Ivanildo de Jesus, 22. Eles moram na Barra, em Ilhéus. Estudante do nono ano do Ensino Fundamental II, Ester deixou de frequentar as aulas durante a pandemia ao descobrir a gravidez. Pretende voltar quando ele estiver maiorzinho. Já Ivanildo, trabalha em uma empresa distribuidora de água. “Confesso que estava com muito medo”, disse Ester, após o parto. “Mas o acolhimento que recebi foi incrível e o tratamento maravilhoso. Estou impressionada”, reconheceu.

O parto humanizado de Ester contou o tempo todo com a presença de uma acompanhante. Ela, inclusive, ajudou a cortar o cordão umbilical. Experiente na profissão, formada pela Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) há 21 anos, a enfermeira obstetra Danielle Patrocínio auxiliou o parto ao lado do obstetra Antônio Monteiro, diretor-médico do hospital. “A gente esperou tanto, sonhou tanto com esse momento. E fazer parte de uma equipe de alta qualidade me orgulha muito”, afirmou. Para Danielle, “a maternidade finalmente nasce. E nasce com João, por que de nada adianta uma construção deste porte se não houver uma assistência humanizada e tudo feito com o total consentimento da mulher”.

“O que quero agora é um futuro de paz para o meu filho”, disse uma emocionada Ester. Pelo telefone, a avó materna Marilene Mendes Santos comemorava a chegada do primeiro netinho. “Já tenho sete netinhas. João é o primeiro neto na família”, dizia emocionada. “Ester estava precisando de uma companhia. E nada melhor que a companhia de um filho para dar um novo rumo à sua vida”, completou a avó de João.

O Hospital Materno-Infantil Dr. Joaquim Sampaio foi inaugurado na última segunda-feira. É uma obra do Governo da Bahia, administrado pela Fundação Estatal Saúde da Família (FESF-SUS). Custou mais de 40 milhões de reais. A FESF-SUS é uma instituição que apresenta uma proposta inovadora e consistente para avançar no fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) e atua na melhoria do atendimento de saúde no Estado em áreas prioritariamente sociais.

Com 105 leitos de internação, o Hospital Materno-Infantil está estruturado para a assistência ao parto de risco, gestação de alto risco, cuidado intensivo e intermediário neonatal e cuidado intensivo e clínico às crianças. O funcionamento é 24 horas.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Vitória se acerta com Nildo Petrolina, mas negócio depende de liberação da Juazeirense

O Vitória já tem um acordo com meia Nildo Petrolina, da Juazeirense, segundo apurou o Bahia Notícias. As duas partes se acertaram, mas ainda tem...

Feira de Santana: Polícia prende dupla acusada de matar dono de casa de carne

Dois acusados de matar um comerciante em Feira de Santana foram presos pela Delegacia de Homicídios (DH) da cidade. Outro suspeito ainda é procurado....

João Dourado: Apontado como líder do tráfico é preso pela terceira vez

Um homem tido como líder do tráfico de drogas em João Dourado, no Centro Norte, foi preso neste domingo (15). Com ele, os policiais...