Padrasto beijou enteada de apenas 6 anos de idade

Rosinaldo Andrade Messias (41 anos) foi morto à tiros, numa ação que ainda está sendo apurada pela polícia. O motivo teria sido um vídeo em que ele aparece beijando a enteada, uma criança de 6 anos.

Segundo Eduardo Lucena, delegado responsável pelo caso, as imagens foram gravadas no domingo (21), mas só na madrugada de terça-feira (23) foram publicadas e logo se espalharam entre moradores de Itaquiraí, município do Mato Grosso do Sul.

O padrasto e a mãe da criança chegaram a prestar depoimento na delegacia, depois do caso vir à tona. “O vídeo começou a rodar por volta da meia-noite e já por volta das 16h identificamos e conduzimos o casal para ser ouvido”, explicou o delegado.

À polícia, a mãe afirmou que todos estavam bêbados quando a gravação foi feita e negou ter visto a filha ser beijada pelo companheiro. A própria mãe postou o vídeo no status do WhatsApp. Ainda não se sabe se por descuido ou por vontade própria, fato é que vídeo viralizou.

O padrasto negou ter abusado da menina em outra ocasião, alegando coisa de bebedeira. O delegado liberou o caso, por entender não haver situação de flagrante.

As crianças (de 1, 6 e 12 anos) foram recolhidas para um abrigo do Conselho Tutelar.

Antes que o pedido de prisão preventiva fosse analisada pela justiça criminal, Rosinaldo Andrade Messias (41 anos) foi morto.

A polícia segue investigando se a morte realmente tem ligação com o abuso ou se foi cometida por alguém que já tinha essa intenção e se aproveitou da situação.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

SEJA UM PARCEIROWhatsApp do PrimeiroJornal (73) 99989-6889
Você repórter, seu espaço para participar com vídeos, fotos ou depoimentos