Lotofácil de R$ 1,5 milhão: números sorteados no concurso 2522

A Caixa sorteou, nesta segunda-feira (16/5), o concurso 2522...

Ao vivo: Rodrigo Pacheco é o convidado do Roda Viva

O presidente do Senado Rodrigo Pacheco (PSD-MG) será o...

Ladrão furta carro com bebê de três meses dentro; história tem final feliz

O carro de uma mulher foi furtado com...

Repórter da Jovem Pan questiona Paulo Cupertino sobre morte de Rafael Miguel; assista

Paulo Cupertino, acusado de matar o ator Rafael Miguel,...

Estado da Bahia publica decreto que exige vacinação de servidores e empregados públicos

Publicado em:

COMPARTILHE ESSE ARTIGO:

A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado da Bahia, na edição desta quarta-feira (17).

O decreto visa garantir a vacinação dos servidores públicos e empregados públicos estaduais contra a Covid-19, como medida para conter a disseminação do coronavírus e salvar vidas em toda a Bahia.

O documento, assinado pelo governador Rui Costa nesta terça-feira (16), estabelece que a recusa em se submeter à vacinação, sem justa causa, é passível de apuração de responsabilidade pelo não cumprimento de ordem superior, conforme estabelecido nos incisos III e IV do art. 175 da Lei nº 6.677, de 1994, e no inciso IV do art. 51 da Lei nº 7.990, de 2001.

Por meio do Sistema de Recursos Humanos do Estado, o portal RH Bahia, os servidores e empregados públicos deverão realizar uma autodeclaração online com o objetivo específico de comprovar a imunização, anexando ao sistema o cartão de vacinação. A forma e o prazo de comprovação serão estabelecidos pela Secretaria da Administração do Estado (Saeb) e divulgados amplamente ao público-alvo e à imprensa nos próximos dias.

Servidores e empregados que ainda não tiverem se vacinado serão notificados para que realizem imediatamente a imunização, sob pena de afastamento cautelar de suas funções. As empresas integrantes da Administração Indireta também deverão estabelecer normas internas compatíveis com a orientação definida pelo novo decreto estadual, que passa a vigorar a partir da sua data de publicação.

Empresas privadas contratadas pelo Governo do Estado também deverão estabelecer normas que assegurem a imunização dos trabalhadores que atuam na estrutura da administração estadual. O não cumprimento desta norma, prevista no artigo 4º do decreto, “implicará em infração ao negócio jurídico celebrado”.

Respaldo legal

A Lei Federal nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, autoriza o Estado a determinar aos cidadãos que se submetam, compulsoriamente, à vacinação contra a Covid-19, impondo medidas restritivas àqueles que recusem a vacinação. A constitucionalidade desta lei foi ratificada pela plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), que entendeu que as autoridades podem adotar, no âmbito de suas competências, a determinação de realização compulsória de vacinação e outras medidas profiláticas.

Também foram considerados, para elaboração do decreto estadual, os artigos 5º, 6º e 196 da Constituição Federal, que garantem os direitos à vida e à saúde. “Devem prevalecer em relação à liberdade de consciência e de convicção filosófica individual, bem como que a vacinação compulsória é considerada direito de saúde coletivo, impondo-se ao poder público o dever de vacinação, de proteção do ambiente de trabalho, da vida e da saúde das pessoas independente de suas liberdades individuais; considerando que os servidores e empregados públicos estaduais devem proceder, pública e particularmente, de forma a dignificar a função pública”, estabelece o decreto.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Brejões: Caminhão-tanque tomba na BR-116 e motorista fica preso às ferragens

Um caminhão-tanque tombou, na manhã desta segunda-feira (16), na altura do Km 577 da Rodovia Santos Dumont (BR-116), no trecho do município de Brejões,...

Rodrigo Chagas valoriza intensidade aplicada pelo Jacuipense diante do Santa Cruz

Após a vitória por 2 a 0 diante do Santa Cruz (relembre aqui), o técnico Rodrigo Chagas, do Jacuipense, valorizou a intensidade aplicada por...

Paulo Afonso: Homem morre após golpe de companheira; mulher alega legítima defesa

Um homem foi morto com um golpe de faca em Paulo Afonso, na divisa com Sergipe e Alagoas. Conforme a Polícia Civil local, Clécio...