Antônio Vasconcelos é apontado como autor intelectual da chacina que matou cinco pessoas e deixou outras duas feridas

Antônio Carlos Santos Vasconcelos (21 anos) se apresentou na sede da 23ª Coorpin, em Eunápolis, na manhã deste sábado (20).

Ele é apontado como acusado de autor intelectual do crime, planejado para matar Gean Vieira da Silva (43 anos), em razão dele ter recebido uma grande quantia em dinheiro, resultante de numa ação de herança. No dia em que a advogada do caso e a vítima se reuniram para tratar do recebimento do dinheiro, o filho dela, que é justamente, Antônio Carlos Santos Vasconcelos (21 anos), estava no escritório e escutou toda a conversa, inclusive, sobre o alto valor recebido.

Começava ai a trama para matar a vítima e tomar o dinheiro. A advogada desconhecia o envolvimento do filho e não sabia nada sobre o crime. Seu filho, no entanto, passou a recrutar outros jovens para atuar na ação criminosa.

De acordo com a polícia, os acusados acreditavam que o dinheiro recebido, dias antes, estava no casebre de pau a pique, construído às margens da BR-101.

Nathan Glaubert Santos de Jesus (24 anos), Luiz Feliphe Lira de Oliveira (18 anos), Pauliran Souza da Silva Junior (19 anos) foram presos sexta-feira (19) por participação no crime. Um adolescente (17 anos), considerado o mais violento do grupo e com envolvimento com o tráfico de drogas, está foragido.

Uma das armas utilizadas no crime (uma pistola 9mm) foi apreendida pela polícia, além de 34 pinos de cocaína e duas toucas ninjas.

O CRIME – A chacina ocorreu no dia 30 de outubro em um barraco às margens da BR-101, entre os distritos de Monte Pascoal e Montinho, em Itabela. Quatro das cinco vítimas eram da mesma família. Das sete pessoas feridas durante a ação, cinco morreram, incluindo uma criança de 11 anos. Uma idosa de 66 anos, que ficou ferida, continua hospitalizada em estado grave em Itamaraju. Outra vítima foi alvejada por disparos no pé, mas conseguiu fugir.

O RASTRO – Os criminosos utilizaram uma caminhonete S10, deixada por um cliente para conserto numa oficina mecânica de Itabela. O responsável pela oficina estava envolvido no crime e utilizou carro para transportar os autores da chacina e os pertences roubados.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

SEJA UM PARCEIROWhatsApp do PrimeiroJornal (73) 99989-6889
Você repórter, seu espaço para participar com vídeos, fotos ou depoimentos