Menino de três anos aparece chorando e cheio de sangue em vídeo gravado pelo próprio pai

As imagens no vídeo são chocantes, mostrando um menino (de apenas 3 anos), chorando e coberto de sangue viralizou.
O fato aconteceu em Ponta Porã, cidade de fronteira com o Paraguai, distante 323 km de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul.
A Polícia Militar atendeu a ocorrência na madrugada de sábado passado, dia 24. Na casa da família, estavam a mãe e duas crianças. Uma delas é o menino que aparece no vídeo, gravado pela mãe, enquanto o pai ameaça continuar batendo no filho.
Em depoimento, negou ter agredido o filho, embora no vídeo, apareça ele dizendo que vai “bater mais”, enquanto obriga o menino à tirar a bermuda. Sobre as marcas de sangue, alegou que o filho havia caído, versão confirmada pela mãe. O casal negou fazer uso de drogas, admitindo problemas com álcool.

“Ele confessou ter sido ele mesmo quem gravou para mostrar a situação das crianças, que realmente estavam em situação de extrema vulnerabilidade. É uma família muito pobre, enfrentando necessidade extrema, inclusive, de fome. As crianças estavam comendo comida do chão”, completou a delegada de Ponta Porã, Analu Ferraz.
Nem dá pra entender, mas o pai foi ouvido e liberado. Apesar de solicitada a prisão, o juiz entendeu que não havia elementos suficientes para configurar flagrante. O pai foi colocado em liberdade. A conduta possivelmente omissiva da mãe (não impedir a violência) também está sendo investigada.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

SEJA UM PARCEIROWhatsApp do PrimeiroJornal (73) 99989-6889
Você repórter, seu espaço para participar com vídeos, fotos ou depoimentos