Publicação de Joe Bennett foi decisiva para demissão da Marvel Comics
O nome dele é Benedito José Nascimento. Autodidata em desenhos de heróis da Marvel Comics, desde a década de 70, acabou sendo contratado pela empresa em 1996, quando passou a ser conhecido como Joe Bennett.
Chama atenção o fato de que manifestos públicos dos ideais mais duros do grupo de extrema direita têm sido condenados por pessoas e instituições ao longo do planeta.
Essas ideais mais radicais, assim como alguns defendidos por bolsonaristas, podem estar sendo alvo de severas condenações, por sua essência mais dura. Isto, talvez se deva ao fato de que agem como se o mundo estivesse dividido entre o bem e o mal, em bons e maus.
Embora a Marvel Comics, empresa do Grupo Disney, não ter informado oficialmente o motivo, o desligamento ocorreu após um colega, o roteirista Al Ewing, se negar a trabalhar com Joe Bennett por conta da publicação de quadrinho com teor político.
Desenho foi a gota para a demissão de Joe Bennett da Marvel Comics, do Grupo Disney
A imagem publicada por ele mostra a caracterização dos adversários de Bolsonaro, em aspectos de ratos, foi classificada como antissemita. Na Segunda Guerra Mundial parte dos nazistas chamavam os judeus de ratos.
Um dos motivos pelo qual a obra em quadrinhos sobre o Holocausto, “Maus”, de Art Spiegelman foi premiada com o Pulitzer ao retratar o povo judeu como caricaturas dos roedores.
Para piorar a situação do desenhista com a editora do Grupo Disney, a Marvel tem importantes personalidades judias na construção de sua história, como Stan Lee, Jack Birby e Joe Simon, criadores de personagens como X-Men, Thor, Homem de Ferro, Hulk, Capitão América, dentre outros.
Em sua rede social, o roteirista Al Ewing disse que “a imagem que Joe Bennett desenhou em 2017, é repreensível, com um espadachim de armadura (representando Bolsonaro), segundo o comentário de Joe, massacrando pessoas minúsculas e apressadas, com dentes salientes e orelhas de rato. E narizes grandes. Um deles está fazendo cosplay de Drácula. Presumo que sejam algum tipo de inimigo político, mas mesmo que não sejam, as alegorias são aparentes. Seres humanos como vermes sendo exterminados, o fato de ter sido desenhado em primeiro lugar, assinado e exibido com tanto orgulho por Joe, fala por si”, é parte da nota.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

SEJA UM PARCEIROWhatsApp do PrimeiroJornal (73) 99989-6889
Você repórter, seu espaço para participar com vídeos, fotos ou depoimentos