Policia militar e agentes de fiscalização para garantir o toque de recolher em Itamaraju
O decreto 148 de 06 de abril, editado pelo Prefeito de Itamaraju, Dr. Marcelo Angênica, suspendeu a colheita de café, mantém toque de recolher, proíbe atividades físicas, reduz o horário de funcionamento dos bancos e correspondentes bancários, além de proibir o funcionamento da grande maioria dos estabelecimentos comerciais.
A medida entra em vigor nesta quarta-feira (06) e se estende até o dia 18 de abril. Durante 12 dias, ninguém na rua a partir das 18 horas, senão em caso de necessidade e situação justificada.
A guarda municipal está autorizada à realizar abordagens, inclusive, com conduções coercitivas para a delegacia, sob apoio de força policial.
Apenas serviços essenciais poderão funcionar entre 05h e 18h
Restaurantes e bares só poderão funcionar de portas fechadas, com atendimento de entrega. Os bancos abrem às 08h e fecha às 11h.
Autopeças, postos de combustíveis e oficinas de veículos seguem abertos. Supermercados, farmácias, lojas de conveniências também, porém, estão proibidos de vender bebidas alcóolicas. Distribuidoras só podem despachar água e gás de cozinha.
As medidas foram tomadas depois de reuniões de representantes do governo municipal com produtores rurais, empresários e da polícia militar.
A comandante da 43ª Companhia da Polícia Militar de Itamaraju, Major Ravani, disse “que o efetivo policial estará nas ruas para fazer cumprir a lei”, destacou.
O Prefeito Marcelo Angênica reiterou “que só saía de casa em caso de necessidade ou à trabalho, com a higiene constante das mãos, com o uso de máscaras e mantendo o distanciamento”, clamou.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

SEJA UM PARCEIROWhatsApp do PrimeiroJornal (73) 99989-6889
Você repórter, seu espaço para participar com vídeos, fotos ou depoimentos