Herzem Gusmão (prefeito de Vitória da Conquista) morreu por complicações da covid-19, na noite desta quinta-feira (18), depois de ficar quase três meses no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.
Chegou a ser reeleito no 2º turno das eleições 2020, mas acabou sendo substituído pela vice-prefeita Sheila Lemos (DEM).
Diagnosticado com covid-19 em 7 de dezembro de 2020, precisou ser internado, sete dias depois, em Vitória da Conquista, no Hospital Samur, com complicações pulmonares causadas pela doença. Dias depois, em 26 de dezembro, foi transferido para o Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.
Em janeiro, deixou a UTI do hospital, com piora do quadro de saúde em 6 de março, retornando a Unidade de Terapia Intensiva. Na última sexta-feira, 12 de março, Herzem foi intubado em estado grave.
Herzem deixa mulher, três filhos e um neto.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

SEJA UM PARCEIROWhatsApp do PrimeiroJornal (73) 99989-6889
Você repórter, seu espaço para participar com vídeos, fotos ou depoimentos