Local onde enfermeira foi abandonada, depois de ser morta
O crime aconteceu na última segunda-feira (15). O principal suspeito foi preso na noite desta sexta-feira (19), na cidade de Guarapari, no estado do Espírito Santo, por força de um mandado de prisão preventiva, expedido pela justiça de Santana do Paraíso.
A prisão dele era a peça faltando para completar o quebra-cabeças na investigação das polícias dos estados de Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo.
Carro de enfermeira desaparecida foi encontrado em Teixeira de Freitas, já em processo de clonagem
O veículo da vítima já havia sido recuperado em Teixeira de Freitas, com o mecânico, Clébio Dutra de Jesus (36 anos), um dia após o desaparecimento, dando início à caçada ao acusado do crime. Na quarta-feira (17), a polícia divulgou o nome e a foto dele.
O final que ninguém queria, mas já imaginava. Com o passar dos dias, diminuíam as esperanças de localizar viva a enfermeira mineira, Priscila Cardoso da Silva (35 anos), sequestrada quando saía do trabalho, num posto de saúde, em Santana do Paraíso, em Minas Gerais.
Reginaldo Ferreira de Souza (49 anos, conhecido como ‘Pau Veio’)
Reginaldo Ferreira de Souza (49 anos) confessou o sequestro e o assassinato da vítima, morta com um tiro na testa, no mesmo dia do desaparecimento, na segunda-feira (15). O corpo (já em estado de decomposição) foi abandonado numa nas proximidades de Ipatinga, cerca de 10 quilômetros distante, numa estrada vicinal, localizada às margens da BR-458, próximo a entrada de Ipaba.
A enfermeira Priscila foi encontrada sem a blusa e com a calça aberta. A principal hipótese é que ela tenha sido abusada sexualmente antes de ser morta.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

SEJA UM PARCEIROWhatsApp do PrimeiroJornal (73) 99989-6889
Você repórter, seu espaço para participar com vídeos, fotos ou depoimentos