Maria Iolanda Soares (64 anos) foi morta e esquartejada em Nanuque
O crime bárbaro foi cometido na madrugada desta segunda-feira (22), na Vila Pereira, distrito de Nanuque, no nordeste do estado de Minas Gerais.
Maria Iolanda Soares (64 anos) foi morta com um violento golpe de faca, causando furo profundo abaixo do queixo e um corte no pescoço. A vítima teve a traqueia decepada. Para ocultar o crime, o assassino resolver cortar o corpo e colocar as partes dentro de sacos plásticos.
A vítima foi morta e esquartejada na própria cozinha de sua casa, onde a polícia encontrou uma faca e um machado, ambos com marcas de sangue.
O motivo pode ter sido o fato de o acusado exigir que a vítima ser proprietária do imóvel, que o sobrinho exigia ser doado para ele. O acusado do crime é usuário de drogas e mora na cidade de Ponto Belo, no estado do Espírito Santo.
Após matar e esquartejar a tia, o rapaz colocou partes da vítima dentro de sacos plásticos. Depois, ao encontrar o pai, revelou os detalhes do crime e mostrou o local onde estava o corpo. Em seguida, fugiu, com paradeiro ainda desconhecido.
Segundo outra sobrinha da vítima, de 20 anos de idade, durante o crime, seu irmão teria aumentado o volume da televisão para evitar serem ouvidos os gritos de socorro da tia. O local mais parecida uma cena de horror.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário