O índice de revisão das perdas é o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Acumulado), o mesmo utilizado pelo Governo Federal para medição das metas inflacionárias.

A reposição se refere às perdas salariais, em relação aos anos de 2014 e 2020. Nesse período o IPCA foi de 36,74% e é esse o índice a ser utilizado para corrigir perdas nos vencimentos do funcionalismo público pradense.

IPCA de 2014 a 2020

Nesta terça-feira (01/09) os vereadores do município aprovaram, em primeira votação, o projeto de lei N.º 10/2020, autorizando a Prefeita do Prado, Mayra Brito, à conceder reposição salarial aos servidores públicos municipais ativos.

O projeto, colocado em pauta à pedido conjunto dos vereadores Roberto de Oliveira Dias (‘Robertinho) e Brênio Pires, será novamente votado nas próximas sessões legislativas. Confirmada a aprovação, o reajuste já começa a ser pago a partir do dia 1º de dezembro de 2020.

Essa á segunda reposição salarial realizada na gestão da atual prefeita do Prado. Em 2013, através do projeto de lei N.º 23/2013 o reajuste concedido equiparou os vencimentos pagos no setor público municipal em até 32,33%, corrigindo perdas salariais ao longo de vários anos.

Em sete anos, o reajuste salarial foi de 69,07% de valorização do servidor público, corrigindo as perdas em relação à inflação nesse período, o que melhora a renda do trabalhador com mais dinheiro circulando no comércio local e maior poder de compra.

Veja matéria relacionada:

Prefeitura do Prado destaca reajuste salarial concedido à funcionários

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com