O anúncio foi feito nesta quinta-feira (07). O valor é de R$ 500 para pessoas diagnosticadas com a COVID-19, num teto máximo de mil beneficiários, em todo o estado ou o limite prudencial do casos ativos por cidades baianas.

A iniciativa visa conter a disseminação do novo coronavírus e evitar o colapso do sistema de saúde do estado.

“A primeira metade será paga no sétimo dia de isolamento e a outra metade no décimo quarto dia”, explicou.

Na prática, a ideia é retirar a pessoa contaminada do seu lugar de convívio, evitando que ela transmita a doença para as pessoas ao seu redor.

O bolsa coronavírus seria a estratégia de garantir parte das perdas financeiras, como estímulo à adesão do programa estadual.

A pessoa diagnosticada será retirada do local onde vive e levada para uma unidade de saúde intermediária ou de tratamento intensivo da doença, à depender do seu estado de saúde.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com