A confirmação da morte pela síndrome respiratória aguda, provocada pelo COVID-19, foi confirmada pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB) neste sábado (04).

A sétima morte é de Rafaela de Jesus Silva (uma mulher de 28 anos, paciente considerado fora do grupo de risco do coronavírus), que tinha ido à Itapetinga realizar uma cesária.

Depois de dar à luz, recebeu alta médica e, sete dias depois, na última terça-feira (31), foi atendida na Unidade de Pronto Atendimento Médico (UPA) com febre e insuficiência respiratória.

O quadro de saúde se agravou e precisou ser entubada e colocada no ventilador mecânico. A doença evoluiu muito rápido. No dia seguinte, na quarta-feira (1º), não resistiu e morreu.

A suspeita da causa da morte levou uma equipe da Vigilância Epidemiológica à colher o material da jovem e encaminhar para o LACEN em Salvador.

Sete dias antes do parto ela visitou a cidade do Prado, onde já há quatro casos confirmados do coronavírus.

Rafaela de Jesus Silva (28 anos) morava na região de Trancoso, em Porto Seguro.

Esta é a sétima morte por Covid-19 na Bahia e a segunda em uma cidade do interior do estado. Ao todo, a Bahia registra 290 casos do novo coronavírus.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com