Mais um paciente foi diagnosticado com a doença. Ainda não há maiores informações sobre a pessoa com o vírus e nem seu estado clínico.

O Secretário Municipal de Saúde, Carlos Roberto de Medeiros (conhecido como ‘Cacau’), informou que “assim como nos casos anteriores, após a coleta de material, o paciente foi mantido em isolamento domiciliar, repetindo os protocolos determinados pelo Ministério da Saúde para proteger toda a população”, disse.

A confirmação da terceira vítima do município do Prado, diagnosticada com o COVID-19, reacende a luz de alerta para os cuidados com o avanço do vírus, no momento em que há uma parte da sociedade defendendo o abandono das políticas de isolamento social.

Algumas cidades brasileiras já estão cancelando boa parte dessas medidas, reabrindo o comércio e a atividade econômica.

Carlos Roberto de Medeiros (Secretário de Saúde do Prado)

Nas redes sociais, moradores do Prado já cobravam medida semelhante. A confirmação de um novo caso derruba a ideia de que o vírus estava contido apenas nos dois primeiros pacientes diagnosticados.

Prefeitos e governadores podem estar com razão ao defender a continuidade da ação de isolamento social. Se não tivessem sido implementadas, no exato momento dos primeiros casos, certamente, o número de pessoas doentes e mortas seria muito maior.

Abandonar a prevenção, sem um plano e estratégia, certamente, é condenar à morte milhares, senão, milhões de brasileiros.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com