Saída de Prado rumo à Alcobaça

Está bem pertinho, se aproximando a hora de ninguém sair ou entrar em cidades onde há casos de doentes com o novo coronavírus, ao menos em cidades do estado da Bahia. Toque de recolher também não descartado, no caso de a população não contribuir, de forma espontânea.

.

A medida drástica mostra o comprometimento do governo da Bahia em conter a sobrecarga no sistema público de saúde, o número de pessoas infectadas e transmissoras da doença e, logo, do menor número de mortes, possível. Ações assim, em países europeus e asiáticos ajudaram a conter o avanço da doença.

O Governador da Bahia, Rui Costa, está entre as autoridades públicas com decisões mais arrojadas, em todo o cenário nacional, sendo exemplo para outros estados da federação.

A restrição de circulação de pessoas começa a vigorar a partir de 00h00 da próxima sexta-feira (20), válida para a circulação de ônibus e vans com destino de saída ou de chegada para as quatro cidades, onde já há casos confirmados do novo coronavírus (COVID-19). A restrição, à princípio, vai durar 10 (dez) dias.

Nesse período, todo tipo de transporte público está proibido e quem for flagrado, desobedecendo essa imposição, terá o veículo apreendido e multado.

“Na sexta, às 08h00, nós começaremos a fiscalização e não será permitida mais saída de ônibus de Salvador, Feira de Santana, Porto Seguro e Prado. Já no sábado, nós não permitiremos mais chegada de ônibus. Então está suspenso todo o transporte para as quatro cidades com casos confirmados durante 10 dias, como forma de limitar a movimentação de pessoas nestas cidades. Essa suspensão vale, inclusive, para o transporte de vans. A Agerba, Polícia Militar e Polícia Rodoviária vão agir. Os veículos que forem pegos fazendo transporte nestas cidades serão presos e levados para o pátio do Detran ou o quartel da PM”, afirma o governador.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com