Na entrada da cidade foi montada uma barreira para conscientizar da necessidade de prevenção contra o contágio e propagação do coronavírus. Um termômetro está sendo usado para aferir a temperatura de quem passa pelo bloqueio.

.

Várias medidas já haviam sido tomadas através dos decretos municipal 42/2020 e 49/2020. Juntos, os dois atos impuseram suspensão das aulas na rede pública municipal de ensino e de atendimento presencial em entidades públicas, além do fechamento de vários estabelecimentos comerciais, durante o período de 7 (sete) dias, a contar do último sábado (21), com exceção daqueles que atuam com serviços essenciais à população (agências bancárias, supermercados, açougues, postos de combustíveis, farmácias e distribuidoras de água e gás de cozinha).

Até esta segunda-feira (23), o Brasil registrou 1891 contaminados e 34 mortes. Em todo o país, a orientação é para as pessoas ficarem em casa e evitar aglomerações, justificativas usadas pelas autoridades para o fechamento de feiras livres, casas noturnas, festas, academias, salões beleza, clínicas de estética, barracas de praia, hotéis e pousadas.

O apelo tem sido reforçado em todos os cantos do planeta. Sem remédio ou vacina para o COVID-19, o melhor remédio tem sido o isolamento domiciliar, como medida para diminuir o impacto de um grande número de pessoas doentes, num curto espaço de tempo, o que poderia sobrecarregar o sistema público de saúde e resultar em muitas mortes, como já ocorre em 169 países, onde já há 400 mil pessoas contaminadas, com mais de 18 mil mortos.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com