A oitiva começou nesta segunda-feira (10). O inquérito administrativo apura as responsabilidades da equipe médica de plantão no Hospital Regional de Eunápolis (HRE).

A gestante teve o parto na recepção do hospital, durante a madrugada deste domingo (09).

Segundo a direção do HRE, os profissionais envolvidos continuam afastados de suas funções até o final do inquérito administrativo.

As etapas, desde a nota pública, têm sido de transparência e responsabilizar os acusados de negar atendimento médico. “Mais uma vez reafirmamos que situações como esta são inadmissíveis, sendo vetada a possibilidade de que casos como este se repitam em nossa rede de saúde”, afirmou

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com