Em 2019, o Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) reduziu despesas de custeio e suspendeu contratos, o que gerou uma economia de R$ 31 milhões para os cofres do Estado. Houve o aumento de R$ 40 milhões na receita da autarquia. Os resultados permitiram avanços no órgão, com destaque para a otimização dos serviços e qualificação dos servidores.

O Centro Interativo foi requalificado, para dinamizar as ações de educação para o trânsito com crianças. O departamento investiu também na preparação dos servidores, com a oferta dos cursos de capacitação em prevenção de ilícitos na administração pública e noções de licitação.

Na área de fiscalização, o Detran-BA contabilizou 138 mil abordagens de pessoas e veículos, com 34 mil autuações. Dos 49 mil condutores submetidos ao teste do bafômetro, cinco mil foram enquadrados na Lei Seca.

O diretor-geral do Detran-BA, Rodrigo Pimentel, destacou o novo modelo de gestão implantado no órgão neste ano. “2019 foi um ano de muito trabalho, com o esforço coletivo da diretoria e dos servidores, para alcançarmos o equilíbrio financeiro. Conseguimos fazer mais com menos recursos, qualificando nosso pessoal e otimizando serviços. Em 2020, pretendemos ampliar as ações do departamento”.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com