O animal estava com ferimento na calda. Se debateu para sair do local de encalhe, próximo à Praia do Grauçá, na Barra de Caravelas.

Banhistas e pescadores tentaram empurrar a baleia para dentro do mar, sem sucesso, porque a maré estava baixando, o que dificultou a operação, durante mais de uma hora, na manhã desta quarta-feira, dia 27. Foi visto por volta das 08h30. Morreu por volta das 10h e retirado do mar quase ao meio-dia.

O Instituto Baleia Jubarte (formado por biólogos, veterinários e voluntários) esteve no local, identificou sinais de doença biológica (sangramento e feridas), provável, causa da morte e do aumento da dificuldade no resgate da baleia, que é da espécie Cachalote Anã, incomum nessa região. O animal foi removido da praia e levada para estudos científicos.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com