Equipe de saúde e o Prefeito de Alcobaça no início dos atendimentos de quase mil mulheres, na campanha do rastreamento do câncer de mama

Outubro está rosa em Alcobaça. Durante o mês, as equipes de saúde intensificaram as ações de conscientização da campanha para o envolvimento das mulheres no combate ao câncer de mama e do colo de útero.

As mulheres diagnosticadas com a doença recebem o tratamento cirúrgico, quimioterápico ou radioterápico, em unidades de alta complexidade em oncologia.

Cerca de 900 mulheres serão atendidas na carreta do rastreamento do câncer de mama

Dados estatísticos do Ministério da Saúde (MS) apontam que as mulheres com idade entre os 50 e 69 anos são os principais casos diagnosticados com o câncer de mama e do colo de útero. Esse é o público alvo da ação iniciada nesta segunda-feira (28), com 150 mulheres atendidas, diariamente, até o dia 6 de novembro.

O rastreamento do câncer é uma ação da Prefeitura de Alcobaça, através da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Governo do Estado da Bahia, por meio do Programa Saúde sem Fronteiras Rastreamento do Câncer de Mama.

O início da campanha contou com a presença do Prefeito de Alcobaça, Léo Brito; do Secretário de Saúde, João Dalmo; da Coordenadora da Atenção Básica, Ravenna Dantas; e da equipe da Secretaria de Saúde município.

Unidade móvel do rastreamento está estacionada no centro de Alcobaça

A unidade móvel está estacionada na Praça da Igreja São Bernardo, no centro, em Alcobaça. O atendimento começa às 7h e prossegue até às 18h. Para ser atendida, a mulher, deve levar um documento de identidade com foto, o Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e um comprovante de endereço no município.

O Secretário de Saúde de Alcobaça, João Dalmo, estima que, “cerca de 900 mulheres sejam atendidas nos próximos dias, com o atendimento, diagnóstico e tratamento agilizados através dessa grande ação”, destacou.

Para o Prefeito Léo Brito, “os mutirões realizados no município têm incluído um número cada vez maior de pessoas, principalmente, quem mais precisa dos serviços públicos, reduzindo as filas de espera e agilizando os atendimentos necessários”, destacou.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com