Os professores estão paralisados desde o dia 28 de maio. O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ/BA) considerou que o movimento grevista da rede pública municipal de Teixeira de Freitas é ilegal.

A decisão foi divulgada na tarde desta quinta-feira (06). A Desembargadora, Rosita Falcão de Almeida Maia, destacou que, “diante das considerações apostas, a deflagração da greve não encontra respaldo legal, razão pela qual concedeu a tutela de urgência requerida para determinar a imediata cessação do movimento paredista, sob pena de pagamento de multa diária de R$10.000,00 (dez mil reais) a ser suportada pela ré”, decidiu. Confira a decisão na íntegra.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com