A drug addict lights an improvised pipe in "Crackolandia", a place where drug addicts gather to smoke crack, in downtown Sao Paulo Brazil on January 11, 2013. AFP PHOTO/Yasuyoshi CHIBA (Photo credit should read YASUYOSHI CHIBA/AFP/Getty Images)

Na sessão ordinária da manhã desta quarta-feira (13/03) da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas, o parlamento aprovou uma proposição legislativa de autoria do vereador Arnaldo Ribeiro Souza Júnior, o “Arnaldinho” (PT) que requer do chefe do Poder Executivo Municipal que seja implantado o projeto da Casa de Apoio às Mães e Familiares de Dependentes Químicos e seus respectivos programas de atendimento.

Conforme o vereador Arnaldinho, a sua proposta visa ajudar parentes de dependentes químicos a lidarem com o vício. Explicando que quando uma pessoa se torna dependente de drogas é muito comum que a família toda sofra as consequências desse envolvimento e adoeça junto. É uma relação hoje chamada de codependência, que muitas vezes precisa de atenção profissional.

Segundo o vereador Arnaldinho, é comum os pais colaborarem com o vício pensando que estão ajudando. “A família acha que está colaborando com a recuperação, quando na verdade está atrasando. Por exemplo: há mães que pagam dívidas dos filhos com traficantes ou outras que vão à boca (de fumo) comprar a droga porque acham o local perigoso para o filho, pais que dão dinheiro para o filho comprar droga, para que o dependente não roube. A família se torna facilitadora e isso é prejudicial para todos. E a proposta do nosso Projeto Mãe é justamente para tratar o dependente e também o familiar que na maioria das vezes adquire terríveis depressões”, ressalta o parlamentar.

O vereador Arnaldinho relata que já viu famílias perderem todo o patrimônio, tanto no tratamento de um dependente quanto com a falta de conhecimento de como dar limites a ele. “A nossa proposta para a criação da Casa de Apoio às Mães e Familiares de Dependentes Químicos é para identificar as necessidades da família e encaminhá-la para o atendimento de saúde, se necessário. A dependência química extrema causada pelo uso de entorpecentes, como crack e cocaína, é uma busca constante e sem limites pela próxima dose. Portanto, precisamos urgente tomar medidas curativas tanto para salvar estes jovens quanto para salvar seus familiares que na maioria das vezes são os mais destruídos”, salientou o vereador Arnaldinho.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com