O corpo de Clebison Souza do Rosário, 52 anos (conhecido como ‘Xum’) foi enterrado neste domingo (24) com honras militares, em Alcobaça. O sargento da Polícia Militar estava lotado na 88ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), sediada em Alcobaça.

‘Xum’ foi velado na residência de sua mãe, no bairro Novelo, na cidade alcobacense. O corpo foi seguido por centenas de pessoas (familiares amigos), que acompanharam a trajetória de vida do policial, nascido em Alcobaça, de onde nunca se distanciou. Pai dedicado, marido exemplar, deixa deixa esposa e cinco filhos (três homens e duas mulheres).

Nas redes sociais, desde a divulgação do ocorrido, amigos, familiares e colegas de farda prestaram homenagens, muitos com imagens de luto nas redes sociais. Grande comoção no velório e no sepultamento.

O CASO – O policial morreu na noite do último sábado (23), em Taquari (distrito pertencentes aos municípios de Alcobaça e Caravelas), durante troca de tiros. Socorrido ao Hospital Municipal de Caravelas, ‘Xum’ não resistiu aos ferimentos provocados por uma perfuração debaixo do braço.

O confronto entre policiais do Pelotão do Emprego Tático Operacional (PETO) ocorreu durante a diligência para apurar denúncia de movimentação criminosa do tráfico de drogas, quando os policiais acabaram recebidos à bala por Rodrigo da Rocha Rodrigues, conhecido como “Sacha”, foragido do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas, acusado de chefiar grupos no tráfico de drogas em Caravelas e Alcobaça, que acabou morto, Um comparsa seu conseguiu fugir.

‘Sasha’ foi encontrado com uma pistola (marca Canik de calibre .9mm, com 24 munições intactas do mesmo calibre, e um cartucho deflagrado), nove munições (calibre 32), 12 papelotes de cocaína e uma motocicleta (Honda/Titan FAN, cor preta, adulterada com a placa OLA-4856), tomada de assalto no dia 21 de fevereiro de 2018, cuja placa original é OYI-7688.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário