Você quer colocar o biquíni ou a sunga e se sentir bem, sem aquelas gordurinhas acumuladas por meses e meses, ainda dá tempo de participar desse projeto.

A praia é a cara do verão, assim, os circuitos funcionais, ganham cada vez mais adeptos e tornam os cenários das orlas brasileiras uma grande academia ao ar livre, incentivando aqueles que buscam o bem-estar e a qualidade de vida.

Em atividades que desafiam limites, esses exercícios, dinâmicos e intensos, geram, além da saudável interação com o meio ambiente, muito condicionamento físico.

A proposta dos circuitos de praia é sair da rotina e dar aos alunos uma atividade diferente a cada dia, com trabalhos aeróbicos, exercícios de treinamento funcional e de resistência muscular, finalizando com um alongamento. À médio prazo, eles resultam na melhora do condicionamento físico, força, coordenação, equilíbrio, resistência, nos aspectos de saúde, como a redução dos níveis de gordura corporal e o bom funcionamento do sistema cardiovascular.

“A modalidade é prática, fora do ambiente de academia que nem todos gostam, e o treino em equipe motiva. Quando realizada por um bom profissional é capaz de promover excelentes resultados”, revela o personal trainner Paulo Sergio de Jesus (conhecido como ‘Fuma’).

Outra vantagem importante dessa modalidade é o alto gasto calórico que ela gera ao organismo, pois a atividade na areia traz “dificuldades” que nos faz gastar muita energia. Atividade realizadas no circuito funcional na praia Por ser desenvolvido com diversos exercícios, o circuito funcional permite o trabalho de musculaturas auxiliares, o que normalmente não acontece para quem corre somente na esteira, asfalto ou grama.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário