A prisão ocorreu em razão de um mandado em aberto pelo crime cometido no ano 2000, em Ibicuí, na Bahia.

Por esse crime, Renan Silva Costa foi condenado ao cumprimento de 9 anos e 10 meses e 22 dias de reclusão, em regime fechado. Contra ele ainda consta processo por homicídio tentado e lesão corporal, praticado no ano 2004, na mesma cidade de Ibicuí.

A Polícia Civil do Prado prendeu o acusado, que não ofereceu resistência, também em razão de inquérito policial para apurar o crime de lesão corporal (violência doméstica, previsto na Lei Maria da Penha), praticado contra sua companheira.

Em razão da vasta ficha criminal e da condenação, Renan Silva Costa vai permanecer no Conjunto Penal de Teixeira de Freitas (CPTF), aguardando sua transferência para a Comarca de Ibicuí.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com