Mateus Alves da Silva (28 anos) foi diagnosticado no Hospital Regional de Eunápolis, na segunda-feira (31), em situação de emergência, com quadro crítico de insuficiência renal, razão pela qual precisou ser transferido para Ilhéus, onde faleceu na tarde desta terça-feira, dia 1º de janeiro, no Hospital Costa do Cacau, vítima de uma parada cardiorrespiratória durante procedimento de hemodiálise.

Soldado integrante do quadro da 7ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) de Eunápolis, o policial pertencia aos quadros da Polícia Militar da Bahia desde janeiro de 2014.

O corpo está sendo velado na Igreja Adventista do bairro Monte Cristo, em Ilhéus. O enterro está previsto para a tarde desta quarta-feira (2), no Cemitério Santa Fé, no centro de Itabuna.

Em nota, a 7ª CIPM lamentou a morte do policial, que era casado e não deixa filhos. “A família Polícia Militar estende seu pesar e solidariedade à família de Mateus Alves, desejando que neste momento tão difícil, Deus possa confortar o coração dos familiares e amigos. Foi um exemplo de profissional dedicado e engajado na nobre missão de defender o próximo e manter a ordem pública na sociedade. Nos deixa precocemente, com a certeza de que será lembrado por sua conduta, comprometimento e imensa alegria e bom humor”.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário