Dezenas de pessoas já passaram pelo projeto e tem sempre mais gente se chegando para essa corrente, na luta contra o tabagismo. São vários grupos já formados, compostos de 15 a 20 pessoas por grupo, com pacientes da rede pública de saúde.

Essas pessoas se reúnem todas as semanas, durante 3 (três) meses. Depois desse período, eles passam a se encontrar mensalmente, durante 1 (um) ano.

Os caravelenses de Ponta de Areia foram pioneiros nesse projeto e seguem com os encontros. O exemplo já se espalhou para a Barra de Caravelas.

A equipe de luta contra o tabagismo é formada por enfermeiro, médico, psicóloga e farmacêutica.

Segundo o enfermeiro, Gustavo Borges, “em média 70% dos pacientes param de fumar e luta continua para aumentar esse número, cada vez mais”, afirmou.

A ação conta ainda com a distribuição de medicamentos, através da parceria entre a Secretaria de Saúde de Caravelas e o Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário