Enfermeiros e técnicos de enfermagem de Caravelas e outros profissionais da área de saúde que atuam em Alcobaça, Posto da Mata, Prado, Teixeira e Itabatan também participaram do curso.

A principal abordagem foi a importância do primeiro atendimento da vítima e os resultados positivo dos primeiros cuidados, sobretudo, a correta manipulação da vítima, o método de retirada de capacete, a imobilização em caso de fraturas, a reanimação cardiopulmonar (RCP), os movimentos sincronizados para colocar o paciente na prancha, paciente engasgado e crise convulsiva, dentre outros procedimentos.

Os socorristas e enfermeiros da cidade de Ilhéus, Markus Farias e Catarino, ministraram o curso, com duração de 10 horas e com certificado, no último sábado, dia 20. A parte teórica foi passada nas dependências da Secretaria de Saúde de Caravelas e a prática aconteceu em dinâmicas realizadas na Praça Teófilo Otoni, em frente ao Fórum, no centro da cidade caravelense.

Simulação de socorro à um acidentado de moto

A parte prática foi um choque, com o realismo proposto pela maquiagem para representar as situações reais do dia-a-dia. As vítimas maquiadas, com fraturas expostas, inconsciente, com diagnóstico de traumatismo – depois de uma queda de moto -, a retirada do capacete, a agilidade necessária, a sincronia e a dinâmica. A turma sentiu a pressão.

Segundo a Secretária Municipal de Saúde, Ananda Medeiros, “o objetivo foi promover a atualização dos procedimentos utilizados nas situações de resgate e socorro, de acordo com os protocolos do Ministério da Saúde”, afirmou.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário