Alunos da rede pública de ensino, advogados, familiares e filhos de mulheres com históricos de violência doméstica participaram nesta quarta-feira, dia 08, do evento realizado no Auditório do Colégio Polivalente de Caravelas.

“Eu escolho uma vida sem violência. E você?” foi o tema proposto pela Secretaria de Assistência Social e Cidadania de Caravelas para discutir as agressões às mulheres.

O evento aconteceu no mês em que se comemora a lei Maria da Penha, instrumento jurídico para punir os agressores de mulheres e vítimas de violência doméstica.

Prefeito de Caravelas, Silvio Ramalho

De acordo com a Secretária Municipal de Assistência Social e Cidadania, Ticiana Siquara, “todo o trabalho foi registrado em vídeo para ser utilizado em palestras nos distritos do município caravelense”, realçou.

A Psicóloga na Secretaria de Ação Social de Caravelas, Elisabete Alves, disse que a mobilização dos caravelenses teve o objetivo de propor mudanças na sociedade. “A violência doméstica acontece em todas as classes sociais e em diferentes cantos, exemplo disso é o caso ocorrido no estado do Ceará, com Maria da Penha, ícone da campanha contra a violência doméstica, cujo nome apelidou a lei aprovada para dar justiça a esse tipo de crime”, argumentou.

Dr. George Elias (Promotor de Justiça), Capitão Barbosa (Comandante da 88ª CIPM), Dra. Lívia de Oliveira (Juíza de Direito), Elizabete Alvees (Psicóloga), Ticiana Siquara (Secretária de Assistência Social e Cidadania), Dr. Gilvan Meireles (Delegado de Polícia)

O evento contou com a presença de Dra. Lívia de Oliveira (juíza da comarca de Caravelas), George Elias (Promotor de Justiça de Caravelas), Capitão Barbosa (comandante da 88ª CIPM), Dr. Gilvan Meireles (Delegado da Polícia Civil de Caravelas), Elizabete Alves (psicóloga), Ticiana Siquara (Secretária de Ação Social de Caravelas) e Silvio Ramalho (Prefeito de Caravelas).

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário