O protejo é dirigido às pequenas e médias farinheiras do município de Alcobaça e região e visa promover a formação em farinheira sustentável, orientando os agricultores no que diz respeito ao cultivo das variedades, adequação da área plantada, respeito às normas sanitárias vigentes, além do aproveitamento do descarte (manipueira) como alternativa para gerar recursos sem contaminação do meio ambiente.

A iniciativa é pioneira da Cooperativa de Agricultores do Vale do Itaitinga (CAVI de Alcobaça) e da Polímata Soluções Agrícolas e Ambientais.

O Projeto Farinheira Sustentável conta também com a participação da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Alcobaça, da Fibria Celulose, Controller Consultoria e da Universidade Federal do Sul da Bahia.

A Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde de Alcobaça também é um dos agentes transformadores no projeto.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário