A ação foi considerada uma das maiores já realizadas na vila de pescadores, durante este sábado (26). Vários médicos especialistas atenderam aos pacientes da rede pública de saúde, moradores de aldeias indígenas, povoados e comunidades rurais.

A iniciativa contou com a participação das mulheres integrantes do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher do Prado (COMDIMP). A advogada, Dra. Daysi Dias, e conselheira, Margareth Nazária, representaram o conselho num estande montado para oferecer atendimento e orientação às mulheres sobre a necessidade de fazer valer os direitos vigentes, em favor das vítimas de violência doméstica, dentre outros crimes cometidos contra elas.

Os atendimento e orientações ajudaram a consolidar a amplitude do mutirão, oferecendo apoio jurídico e psicológico como ferramentas de apoio aos serviços oferecidos em Cumuruxatiba.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário