Vereadores do município do Prado durante a última sessão legislativa em 2017

Durante toda a sessão, realizada na manhã desta terça-feira (10), cada um dos vereadores lembrou a importância em regularizar a situação da categoria.

O principal destaque é quanto a liberação de novos alvarás e a necessidade de averiguar quem de fato trabalha na atividade e quem apenas utiliza a concessão para adquirir veículos novos com desconto de impostos.

Segundo o vereador Dr. Anderson Rodrigues, relator do projeto de regulamentação da atividade, que tramita na Câmara Municipal do Prado, a pauta principal é a definição de regras, dos procedimentos e requisitos necessários à serem atendidos, durante a concessão de novos alvarás.

Para Brênio Pires é fundamental que seja divulgada a lista completa de todos os alvarás já concedidos pelo município. “Só assim será possível definir quem precisa de fato e quem só usa como instrumento para sonegar impostos”, criticou.

De acordo com Robertinho, os alvarás têm até preço definido como se fosse bem particular. “Tem gente que só quer o alvará para vender – 10 mil reais é o preço de mercado – ou usam para comprar carro novo. O pior de tudo, é que isso atrapalha quem precisa trabalhar de verdade e está precisando sustentar a família”, desabafou.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário