Audiência pública discute a segurança do município de Itamaraju

Com a representação de vários setores da sociedade, a reunião presidida pelo magistrado Rodrigo Quadros de Carvalho, Juiz da Vara crime da Comarca local, manifestou ao público problemas que impactam na elevação da taxa de crimes, desde a violência doméstica à vultuosas apreensões de produtos ligados ao tráfico de entorpecentes.

O major da 43ª CIPM Robson Lopes Calmon, explanou sobre as atribuições, demandas e ações desenvolvidas ao longo de sua integração ao comando local. Porém destacou aos representantes sociais, que novas estratégias e formato devem ser elaboradas, para combater o crime, dentre essas medidas a criação do “Conselho Municipal de Segurança Pública”. Ideia tida como louvável pelo Juiz e todas as autoridades presentes.

-- Continua depois da publicidade --Embasa

Assuntos enfrentados no cotidiano foram abordados, onde o gestor municipal informou que o vídeo monitoramento voltará a funcionar no município como ferramenta de combate da criminalidade.

O promotor Tarcisio Robslei França, enfatizou sobre o empenho do Ministério Público, nos avanços do judiciário para o bem social, informando sobre sua transferência e a nomeação de 02 promotores titulares que nos próximos dias darão continuidade nos trabalhos do município.

O prefeito Marcelo Angênica explanou sobre as dificuldades encontradas e colocou-se favorável a criação do Conselho Municipal de Segurança Pública, levando ao conhecimento da sociedade que medidas estão sendo realizadas com apoio da Polícia Militar e Polícia Civil, para diminuir as elevadas taxas de criminalidade no município. “Segurança pública é um direito e responsabilidade de todos. E se faz necessário o apoio da comunidade no combate ao crime”, destacou o prefeito.

O juiz ainda ressaltou, “sabemos que o crime está inerente nos seres humanos, mas vamos buscar alcançar índices toleráveis, tornando de forma eficientes as ferramentas do estado”, concluiu o Juiz Rodrigo Quadro.

Também explanaram e acompanharam a reunião, o vice-prefeito Téa Pires, os vereadores Egnaldo Fernandes e Isaque Gil, Representante do grupo especializado da PM (CIPE-Mata Atlântica), Ailton Correia (Conselho tutelar), Américo Mendes (presidente CDL), capitão Dumas da 43ª CIPM, Juciara Pereira (sec. educação), Edson Oss (sec. administração), Elton Moitinho (procurador geral), Randerson Barbosa (superintendente de Trânsito), dos veneráveis maçônicos Bergue e Joaquim Santana, das lojas Tempo de Salomão e Deus, Caridade e Justiça.

Um novo encontro está agendado para o próximo mês (maio), onde serão discutidos detalhes sobre a criação do “Conselho Municipal de Segurança Pública”.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário